Início Site

Colisão no Trevo de Índios mata uma pessoa

0

Passava da uma hora da madrugada deste sábado,2, quando policiais rodoviários atenderam um grave acidente no Km 207 da BR-282, exatamente no local denominado Trevo de Índios. Uma colisão frontal envolvendo três  veículos resultou na morte de uma pessoa. Antônio Carlos de Souza, popular Totonho, morador do Guarujá veio a óbito.

Imagem do local do acidente com os dois veículos envolvidos na BR-282 com técnicos do IGP já no local e o policial rodoviário fazendo os levantamentos.

 

O portal Notícias no Ato tem informações detalhadas sobre essa lamentável ocorrência.

‘Rotulona’ para acabar com caos na Camões

4

É meio exagerado usar a palavra caos. Mas quem utilizava o atalho da Rua Paulo Alves de Liz (Gethal) para se dirigir ou retornar de bairros como Guarujá, Vila Esperança, Tributo, São Vicente e Dom Daniel sabe do que a gente está escrevendo. Adentrar à Camões naquele entroncamento que reúne ainda ruas como São Jorge (Batalhão) e Solon Vieira da Costa (ao lado da Igreja do Galo) – na frente da Tyresoles -, era complicado. Algumas colisões e muitas filas se presenciava no local. Qual foi a solução? A velha, democrática e excelente alternativa: a rótula.

Ainda não sei se vai ser tirada a preferencial da Camões e dar prioridade a quem está rotulando (que é a regra desse tipo de ferramenta para escoar tráfego), mas o afunilamento nesse ponto da Camões vem em boa hora

A prefeitura ‘vende’ essas intervenções como alternativa para melhorar o fluxo de veículos e, sem dúvida, carece incentivar o modelo de rótulas porque tal sistema dá fluidez no trânsito. Que venham outras rótulas na paróquia!

PROPORCIONALMENTE LAGES

TEM FROTA DE SÃO PAULO

Essas melhorias estruturais nas vias de Lages são executadas através da Gerência de Trânsito, da secretaria de Planejamento e Obras, em sintonia com a Diretran. “Lages com 165 mil habitantes tem hoje 105 mil veículos, o que dá um veículo e meio por habitante. Isto, proporcionalmente, é o mesmo tamanho da frota de São Paulo”, disse o arquiteto da secretaria de Planejamento e Obras, Gastão Carsten, durante audiência pública de revisão da Lei do Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial de Lages (PDDT), que visa planejar e estudar o futuro desenvolvimento do município.

OPS I

Lembrando que os dados de agosto apontam que Lages já possui 106.000 veículos emplacados na paróquia, além da chamada frota flutuante (de outros municípios que circulam nas vias destas terras).

OPS II

Conforme corrige o advogado Leandro Mesquita, o Gastão quis dizer um habitante e meio por veículo e não um veículo e meio por habitante. Nesse caso a frota de Lages seria de 225 mil veículos….



QUER FAZER NEGÓCIO IMOBILIÁRIO?

ESPERE ESTE EVENTO DA TERRA ENGENHARIA

Todas as informações sobre os empreendimentos existentes e o lançamento do Residencial Mariah. É o que você encontrará no Lages Garden Shopping a partir de 5 de outubro!

Por onde anda (e corre) Paulo Sagaz?

0

Dias desses encontramos um colega advogado que lascou: ‘Estou treinando para correr pelo menos a metade que o Paulo Sagaz corre. Quero o mesmo espaço dele na tua página’. Que nada. A ideia de mostrar o advogado Paulo Sagaz lá nos seus 73 anos correndo em eventos esportivos, é uma forma de incentivarmos quem está em dúvida se esse tipo de exercício vale a pena. É incontestável que vale e muito. O Sagaz está aí correndo e confirmando isso. As competições abaixo ele participou intensificando os treinos para uma disputa no Canadá nas próximas semanas.

Aqui na linha de chegada da Maratona Internacional de Florianópolis exibindo um fôlego ‘que dá raiva’ a gente como a gente que fica de língua de fora por causa de meros 5 km…

Antes da chegada tem esse registro de Sagaz trechando na Avenida Beira Mar com o Hotel Majestic ao fundo por testemunha…

E depois da Maratona Internacional em agosto, agora em setembro foi a vez da Corrida do Bem, realizada pelo Sesc, também em chão florianopolitano, com a velha ponte no cenário acima como testemunha!

Gestão: Modelo a ser seguido de Capão Alto

0

Prefeito Tito Freitas é conhecido pelo seu estilo bonachão, disposto a resolver as peleias assim meio devereda. Porém, engana-se quem pensa que embaixo daquele chapéu está um gestor desatendo às questões de gestão. Pelo contrário. Se quando foi prefeito de Capão Alto anteriormente a legislação era menos rigorosa, agora é preciso atenção redobrada. E o que fez o prefeito Tito? Cercou-se de uma equipe técnica.

E

Prova disso é o Secretário de Finanças, Rodrigo Pereira. Economista com pós-graduação em gestão empresarial, com currículo que inclui uma década de trabalho no antigo Banco Real e experiência em empresas como a Cepar, em Lages, é ele que cuida do cofre no Capão Alto. Rodrigo tem a seu favor o fato da nova administração ter assumido uma estrutura pública equilibrada. Nada de dívidas, gasto com folha abaixo dos limites e salários em dia. Lá em janeiro a meta estabelecida foi pagar fornecedor em dia, funcionalismo na data certa e 13.º salário garantido até setembro. Este mês fecha se cumprindo o previsto.

ECONOMIA DE 20 A 25%

O Secretário de Finanças divide com a equipe o resultado do planejado e destaca que a mudança da forma de compras e a reestruturação do setor financeiro ajudaram a economizar pelo menos 20%. Percentual economizado apenas imprimindo uma gestão diferenciada de trabalho. Há também redução de gastos no custeio do maquinário na ordem de 25% de janeiro a setembro, comparado com o mesmo período do ano passado.

UMA DICA DO SECRETÁRIO DE

CAPÃO ALTO SOBRE PLANEJAMENTO

“Se tem dinheiro na conta podemos comprar, não gosto de me basear na previsão orçamentária, temos um padrão a seguir e procuro deixar sempre bem claro aos outros secretários, que o que vale é o dinheiro disponível e não a previsão orçamentária”.

Rodrigo Pereira, que comanda a área de finanças em Capão Alto e uma estratégia para equilibrar as contas: Gestão com base no que tem em caixa e não na previsão daquilo que pode ser arrecadado

Por  seu turno, com chapéu na cabeça e entreverado nas lidas, Tito Freitas tem aquele estilo pedinchão. Mas não pedidos na base do ‘me ajude’. Quando faz pleitos, aparece assim, com projetos na mão porque sabe que, se estiver no papel, é mais fácil de conseguir um ‘de acordo’ para os encaminhamentos pleiteados.

Carece advogado para se aposentar?

0

Claro que não é de Santa Catarina o teor do out door que acabou circulando nas redes sociais. Porém, é portador de um conteúdo absolutamente questionável. Observe:

Naturalmente se trata de uma propaganda institucional da OAB de uma cidade do nordeste incutindo que para ter sua aposentadoria carece consultar advogado. Mas isso não é do todo verdadeiro, pelo contrário.

ASSIM

Estando o segurado do INSS com a documentação em ordem (Carteira de Trabalho) e somando o tempo necessário de contribuição, irá se aposentar sem precisar recorrer a advogado e, naturalmente, pagar por isso.

PORÉM I

Admita-se também que se houver incorreção em documentos que administrativamente o INSS não acate, o advogado pode buscar na via judicial o reconhecimento necessário, por permitir o arrolamento de provas e, em alguns casos, até perícia. Logo, quem quer se aposentar e está em ordem com tempo de contribuição e documentos necessários, pode protocolar o pedido de aposentadoria sem medo de ser feliz.

PORÉM II

Existindo dúvida ou pendência documental (ou incerteza em relação ao período de contribuição), o profissional da área jurídica pode ajudar e muito. E inclusive em alguns casos, ser a solução para que o vivente não deixe de ter acesso ao benefício.

E…

Uma campanha da OAB esclarecendo isso seria pertinente e se constituiria numa prestação de serviços à comunidade e aos próprios advogados!

Lages: CIB não decide sobre Unidade de AVC?

0

Lages ficou de olho na 214.ª Reunião Ordinária da Comissão de Intergestores Bipartite (CIB). É esse colegiado que decide questões que interessam à área de Saúde catarinense e há uma demanda lageana pendente de aprovação da CIB.

DO QUE SE TRATA?

Trata-se da estrutura de uma unidade para atendimento exclusivo de pessoas acometidas por AVC que aguarda aprovação para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres. Faz menos de 30 dias, a direção do hospital e o médico Marcelo Conrad estiveram com o prefeito Ceron. Pediram ajuda para que a CIB acelerasse a decisão sobre o credenciamento.

Ceron e João Alberto ouviram pedido do médico Marcelo Conrad (direita) para que houvesse apoio para acelerar a aprovação dependente da CIB

ISSO FOI DECIDIDO?

Na 214.ª Reunião Ordinária da Comissão de Intergestores Bipartite (CIB) realizada nesta quinta-feira, 21, não houve deliberação sobre o assunto de Lages. Constam encaminhamentos relacionados a hospitais de Luzerna, Itajaí, Timbó, Blumenau e Seara. Sobre a unidade de AVC em Lages, nada deliberado (pelo menos não consta informação da Secretaria de Estado da Saúde).

A Unidade de AVC permitirá atendimento, repercutindo na redução de mortes pelo problema. Atualmente são 45 casos em média por mês na cidade. Mas pelo jeito, ainda carece de maior atenção da classe política, considerando que a parte técnica (médicos e hospital) está encaminhada.

VALE LEMBRAR AS PALAVRAS

DO MÉDICO MARCELO CONRAD

“Muitos pacientes acometidos de AVC, chegam na emergência, acabam sendo atendidos tarde, em razão da concorrência com a demanda de outros casos graves, e sem poder falar, têm agravada a situação”.


ATUALIZANDO E COM MUITA PREOCUPAÇÃO

Na deliberação aprovada na mesma reunião da CIB que NÃO tratou da situação do AVC, também ficou recomendação de uma central única do SAMU em Florianópolis (uma excrescência tanto operacional quanto em dados técnicos).

Como fica o Samu com os Bombeiros?

1

Gestores das Secretarias de Saúde dos municípios aprovaram o novo modelo de gestão do Samu. Proposta é de integração do Samu Estadual, sob gestão da Secretaria de Estado da Saúde com o Corpo de Bombeiros Militar. Além disso, serão integradas as Unidades de Suporte Básico (USB) dos municípios também para a gestão do Estado, de forma gradativa.

CAROPRESO APONTA MELHORIAS

Segundo o secretário Vicente Caropreso (Saúde SC), o Samu passa por uma nova fase de comunicação e integração. “Haverá um aumentando de disponibilidade de viaturas e de pessoal. Também teremos um custo menor do que antes. Esse conjunto de situações interessa a todos. Foi definida uma teia de atendimento com um trabalho integrado entre Estado, Corpo de Bombeiros Militar e Voluntários, saúde e municípios para que possamos atender aos reclames da sociedade”.

Como o novo modelo aprovado pela Comissão de Intergestores Bipartite (CIB) os Bombeiros comandarão a gestão do Samu com o suporte financeiro da Secretaria de Estado da Saúde


COMO FICAM AS CENTRAIS REGULADORAS?

Lages possui uma das seis centrais reguladoras do Samu. É da estrutura em Lages que partem orientações para atendimento em vários municípios, cruzando dados e mobilizando ambulâncias. Essa alteração de gestão do Samu ainda não deixou claro como fica a estrutura de Lages (e das outras regiões). São mais de 40 pessoas trabalhando na Central de Regulação de Lages, entre médicos, enfermeiras, técnicos e o novo modelo não deixa claro se haverá desativação das centrais ou se os Bombeiros terão estrutura semelhante, inclusive aproveitando o pessoal que atua no SAMU.

Investimentos de R$ 18 milhões em Lages

0

Lideranças empresariais como o presidente da Acil, Sadi Montemezzo, prefeito Ceron e parte de sua equipe estiveram no canteiro de obras da nova sede Sest/Senat, que está sendo erguida na margem da BR-282, na frente do Lages Garden Shopping. São 4 mil metros quadrados de área construída no local.

INVESTIMENTOS DE R$ 18 MILHÕES

Área onde está sendo levantada a estrutura foi doada na administração anterior para o empreendimento. São 19 mil metros quadrados que foram desapropriados e que o município está pagando para atender esse importante investimento. Ceron gostou do que viu:

“O investimento que o Sest/Senat está fazendo é um legado para Lages. Serão R$ 18 milhões oriundos de impostos arrecadados pelo Sistema S que estão vindo para a nossa cidade”.

Renato Machado, gerente da estrutura Sest/Senat com Ceron na visita às obras


OBRA PRONTA EM CINCO MESES

Segundo o gerente do Sest/Senat, Renato Machado, a previsão é de que em fevereiro de 2018 as obras estejam concluídas.

“Vamos sair de uma sede com 300 metros quadrados, localizada na rua Campos Salles, para essas novas instalações com quatro mil metros quadrados, onde trabalharão 35 pessoas. Mudaremos, inicialmente, em fevereiro, mas a inauguração da nova sede deverá ser feita no mês de julho de 2018”.

OUTROS R$ 6 MILHÕES

De acordo com o gerente, somente com a compra dos equipamentos, para o pleno funcionamento da nova sede do Sest/Senat, serão investidos R$ 6 milhões.

A estrutura terá até ginásio de esportes. No registro a comitiva de empresários e da prefeitura na visita à estrutura em obras


Imagens: Marcelo Pakinha