Sugerido boicote a concurso por causa de salário

Sugerido boicote a concurso por causa de salário

0 493

Núcleo dos Médicos Veterinários do Planalto está disparando um protesto por causa dos valores salariais previstos no novo concurso da Prefeitura de Lages. Porque está prevista uma remuneração de R$ 1.723,54, a sugestão é que se boicote o certame. O teor da manifestação:

Você acha justo um médico veterinário receber este salário? Valor do salário do concurso não respeita piso salarial da classe. Além disso, é injusto com um profissional que estuda no mínimo 5 anos, fora especializações e mestrados que consomem mais anos e recursos financeiros para a formação”.

Concurso
Aqui o teor da manifestação sobre o salário de R$ 1.723,54 previsto para um Médico Veterinário trabalhar 8 horas por dia na Prefeitura de Lages


OUTRAS CATEGORIAS TAMBÉM

TÊM SALÁRIOS ‘LÁ EMBAIXO’

Para trabalhar 8 horas por dia, o Contador tem salário no edital fixado em R$ 1.723,54. É a mesma remuneração para Engenheiro Civil e Engenheiro Agrônomo para idêntica carga horária. Psicólogos também têm salário fixado em R$ 1.723,54.


SALÁRIOS AINDA MAIS BAIXOS

Se essas categorias com graduação reclamam do salário lá embaixo, há remunerações ainda menores. Motorista de ônibus deve trabalhar 40 horas por semana e receber para tanto R$ 1.393,50. E aquelas que passarem no concurso de telefonista receberão míseros R$ 909,00. Fiscais de obras receberão apenas R$ 1.393,50 e fiscais do Meio Ambiente têm remuneração fixada em R$ 1.100,12.


O QUE DIZ A PREFEITURA A

RESPEITO DESSES VALORES

Na própria coletiva à imprensa foi esclarecido que tais valores se referem aquilo previsto em lei municipal. E a Prefeitura não pode estipular remuneração diferenciada que, pela isonomia, os atuais profissionais que atuam com tais remunerações como salário base, teriam direito a equiparação, elevando em demasia os gastos com a folha.


QUESTÃO DA CARGA HORÁRIA

Questionamos o secretário Pedro Marcos Ortiz sobre o fato do edital prever um tipo de carga horária (40 horas semanais) e existirem leis federais que apontam a carga horária menor (30 horas para fisioterapeuta, por exemplo). Segundo o secretário de Administração, o edital foi feito baseado na lei municipal que disciplina o expediente das categorias. E para todos os efeitos vale a lei municipal em vigor.

ConcursoB

Segundo Pedro Marcos Ortiz (esquerda) vale o teor da lei municipal na hora de disciplinar quantitativo de expediente pelas categorias que passarão a integrar o corpo funcional do Paço


MAS REGISTRE-SE…

Embora haja certa chiadeira com regras e valores salariais do concurso, vai ter muita gente aceitado o ‘desafio’ de ingressar no serviço público, mesmo recebendo esses valores. Logo, o aceno de boicote não voga. Na lei da oferta e da procura por trabalho, se uns não querem, os outros querem!

Sem comentarios

Deixe uma resposta