Há 40 meses mercado público era interditado

Há 40 meses mercado público era interditado

0 258

Passavam três meses do início da administração do prefeito Elizeu Mattos quando uma das referências no comércio de produtos direto ao consumidor de Lages era interditado. O Mercado Público, apresentando deficiências na estrutura foi fechado preventivamente. Ao invés de uma obra urgente e suficiente para a colocação da estrutura em funcionamento, enquanto se pensava em algo mais sofisticado, o prefeito Elizeu acreditou em algo grandioso, sofisticado e pronto. Lá está o prédio faz 40 meses fechado, abandonado, como um monumento do sei lá o quê.


ASSIM

Não se discute que a ideia do concurso foi boa para a elaboração de um projeto suntuoso. O problema está na ausência de dinheiro para a obra. A prova mais clara da decisão equivocada é que passaram-se esses três anos e meio e a estrutura está fechada e sem qualquer previsão de obra. Elizeu deixará a prefeitura e o Mercado Público seguirá fechado, num contraponto àquela ideia inicial da administração de obra com começo, meio e fim. No caso ali a obra não teve nem começo!

Mercado

Um dos maiores equívocos da atual administração foi pensar que um concurso de um projeto novo faria o mercado voltar a abrir as portas de imediato. A estrutura assim, de portas abertas, nunca mais nesses 40 meses…

MercadoB

Faltou visão para antes de se pensar numa estrutura assim, sofisticada (e bonita), colocar-se o velho mercado em funcionamento. Assim, não se ficaria privado da estrutura atual enquanto o novo não vem. Coisa que aliás não se tem certeza se virá. Evidência do quanto Lages padece de planejamento!

SIMILAR ARTICLES

Sem comentarios

Deixe uma resposta