Prefeitura ‘vende’ outro sonho no lugar da Sinotruk

Prefeitura ‘vende’ outro sonho no lugar da Sinotruk

3 484

É bem verdade que se constitui algo mais viável, porém percorre caminhos semelhante a outros projetos concebidos em Lages. E como é um período de transição política, numa época que a prefeitura não tem dinheiro se quer para pagar fornecedores, é temerário apontar o projeto do Condomínio Empresarial na área que seria da Sinotruk como algo concreto e sem volta. Mas o projeto está lançado!


O PROJETO TEÓRICO É INTERESSANTE

O condomínio multissetorial com predominância industrial denominado Lages Business Park foi apresentado pelo prefeito Elizeu Mattos e pelo secretário Juliano Chiodelli (Desenvolvimento Econômico) na Acil. O condomínio empresarial será instalado no terreno anteriormente destinado à Sinotruk, no distrito de Índios, numa área de 1.509.027,81 metros quadrados.

Busines01

Consistirá em uma área com 312 lotes. Serão três fases de implantação, com escolhas realizadas através de um edital de chamada pública (licitação) para o devido cumprimento dos critérios legais e regras pré-estabelecidas, e posterior contemplação das empresas habilitadas. Essa burocracia deverá ser vencida dentro de 60 a 90 dias.

Busines04

Prospecto da entrada do futuro parque industrial na saída para Floripa


COMO FUNCIONARÁ A IMPLANTAÇÃO

Transcorridas licitação e contratação, a empresa, grupo ou consórcio terá entre quatro e seis meses para apresentar o projeto executivo. Após sua aprovação, as obras de implantação deverão começar na primeira metade de 2017, quando Lages estiver sendo administrada por Marcius Machado, Roberto Amaral ou Antônio Ceron. “O município tem pressa. Lages não pode desacelerar”, resume Elizeu.

Busines05

Prefeito Elizeu com o vice Toni (ali embaixo) e o secretário Chiodelli na apresentação do sonho sonhado junto no distrito de Índios


300 EMPRESAS

O condomínio terá capacidade de suportar mais de 300 empresas de segmentos diversificados, com áreas de tamanhos regulares e outras comuns. Os investimentos privados devem ser de R$ 30 milhões a R$ 50 milhões.


PROJETO DECENTE E SEM CUSTO

À PREFEITURA CONFORME ELIZEU

“Temos um projeto consistente, bonito e decente, com grupos fortes interessados. Nossa meta é assinar o contrato com as empresas entre 60 e 90 dias. Não haverá aporte financeiro do poder público, pois toda infraestrutura será custeada pela iniciativa privada, como pavimentação, ligações de água e saneamento, fibra ótica e urbanização, bem como terraplanagem”.


‘NÃO É ILUSÃO, É SONHO PALPÁVEL’

Segundo o prefeito Elizeu Mattos “essa atitude não se trata da venda de uma ilusão, mas compreende um sonho palpável”. Ele aponta: “Corremos atrás para tornar esse desejo uma realidade. Procuramos grupos empresariais que apresentassem intenção no projeto e, para nossa satisfação, temos hoje dois grupos europeus com interesse em participar”.


CHIODELLI APONTA CRESCIMENTO

Secretário de Desenvolvimento Econômico, Juliano Chiodelli, aponta:

“Acreditamos que Lages continuará crescendo nos próximos anos, com todos os requisitos que possui, como localização geográfica; crescimento de 3,4% em 2015, o maior entre os grandes municípios do Estado; R$ 400 milhões de investimentos em andamento em 25 empreendimentos, e proximidade do aeroporto federal com o condomínio. Temos todos os fatores facilitadores para que Lages seja um dos maiores polos de Santa Catarina”.

3 Comentarios

  1. Eu tava pensando porque um projeto desses no Distrito de Indios, futuramente o distrito pode virar cidade e Lages fica chupando o dedo, melhor fazer mais perto da cidade.

  2. Meu caro Ferrugem, você se refere ao distrito de índios se emancipar e virar município, muito provavelmente não, mas se observar em rio do Sul há vários municípios pequenos em seu entorno que dão suporte economicamente a Rio do Sul e não causam nenhum dissabor pois seus habitantes compram diariamente no comércio de Rio do Sul.

  3. Projeto ELEITOREIRO feito as margens de uma fase final de campanha para prefeito. 60 a 90 dias para vencer a
    burocracia ? nos conhecemos bem isso, é só lembrar da revitalização da av. duque de Caxias Pergunto: de quem é o terreno ? da prefeitura, do governo do estado?
    O papel aceita tudo, mas é só parar e raciocinar um pouco para ver que não passa de uma farsa armada para tentar ganhar votos.

Deixe uma resposta