‘Enrolation’ prevalece na campanha em Lages

‘Enrolation’ prevalece na campanha em Lages

7 329

O termo notabilizado na operação Águas Limpas do Gaeco parece que virou moda na campanha eleitoral em Lages. Tem candidato que é indagado a respeito desta ou daquela situação e se limita a responder: “É… Isso nós teremos que fazer”. Ou então: “Sim, isso é importante, vamos estudar”. E também: “Sem dúvida, é algo importante. Precisamos tratar com carinho”. O sinônimo de tudo isso se chama enrolation. É uma enrolação típica da ausência de propostas e conhecimentos sobre determinada área ou assunto. E com todo respeito aos postulantes, Lages não pode ficar à mercê do ‘vamos ver’.

LagesB

A paróquia precisa de menos enrolação e mais proposta concreta, viável e executável, atacando principalmente alguns gargalos


PEGUE UM EXEMPLO

Observe essa imagem de tapera projeta em um dos programas eleitorais em Lages. Impossível pensar ou acreditar que a área central recebe o tratamento decente. Os calçadões estão com aspecto de abandono, desleixo. É urgente que se mude essa situação. Esse jogo de empurrar de uma esfera administrativa para outra, é o exemplo típico do enrolation na prática. E Lages não merece isso!

Calcadao

As obras precisam, efetivamente, serem aceleradas na cidade. Esses improvisos são absolutamente lamentáveis e deveriam pontuar a campanha eleitoral no sentido de se combater tal situação e pautar soluções para uma cidade mais bonita e melhor apresentável!

SIMILAR ARTICLES

7 Comentarios

  1. Não é só de propostas a carência…
    É de gente que tenha conhecimento em execução de obras;
    Viver só de projetos, obras mal feitas e maquetes não leva a nada.
    Arrebenta aqui, conserta ali e destroem lá…..
    Vejam a última rua asfaltada no centro, a Marechal Deodoro,
    da Marechal a São Joaquim, aquilo é asfalto que se apresente?
    Quem fiscaliza? Ninguém…..

  2. A sensação que da é de que tudo q não aconteceu em Lages nesses quatro anos é porque não veio obra estadual ou federal…Mas como é que o paço de uns tempos pra ca tratou de a se agilizar. Desde o início da administração eles tem sempre uma resposta não muito convincente . Qualquer prefeitura do porte de Lages ou até menor sente os reflexos da crise, mas não cruzaram os braços e só reclamaram….Sempre foi esse eneolation

  3. Os comentários englobam todo um conjunto de atribuições, problemas e carências da sociedade lageana, essa é a época de o eleitor exigir as mudanças setoriais e estruturais que a cidade precisa, porque se não for marcada estas necessidades depois das eleições é que será difícil exigir da municipalidade.

  4. Pior é ver candidato usando do sofrimento do povo na chuva de granizo para fazer campanha, é o cumulo fez o que fez porque era sua obrigação, tudo que foi dado ao povo foi com dinheiro publico e agora vem pedir voto em cima da tragedia dos outros? vamos abrir os olhos meu povo “NÃO FEZ MAIS QUE SUA OBRIGAÇÃO”, Estava em cargo comissionado muito bem pago.

  5. Se estagnasse menos mal…..mas retroceder ainda foi pior…..e foi o que aconteceu do centro ao bairros, isso é nítido. Desde uma simples calçada, um bueiro aberto (desorganização total) até projetos grandes foram mal feitos ou mal acabados…vejam a Via Gastronômica, Ponte Grande, etc e etc…..

  6. Isso mesmo Simone, candidato tirando proveito de uma tragédia…imagina so que não é capaz….e ainda por cima várias pessoas até hoje não receberam seus Eternit, quando ainda não foi desviado pra quem não precisava…..Meu deus!!!!

Deixe uma resposta