Colombo fora dos debates em 2004?

Colombo fora dos debates em 2004?

3 338

Porque estava na retaguarda da campanha eleitoral de Lages em 2004, pelo menos meia dúzia de pessoas me indaga se é verdade que Raimundo Colombo, então candidato à reeleição não quis participar de nenhum debate naquela época. Claro que essa informação não procede. Não é que Colombo não quis participar. É que nenhum veículo de comunicação quis fazer debate. Nem rádio, nem televisão, nem jornal, nada. Até porque, tendo turbinado a primeira administração entre 2001 e 2004, Colombo não teria qualquer dificuldade para participar de um debate.


AS PESQUISAS DE 2004

Inclusive porque na época as pesquisas indicavam que Colombo tinha 65% das intenções de votos em Lages contra 34% de Fernando Coruja e 1% para Pedro Freitas. E naquela época as pesquisas erraram porque Colombo obteve 70,35% e Coruja 28,59%. Apenas o resultado de Pedro Freitas se acertou com 1,07%. O Pedro que concorreu pelo PSB.


LOGO

Salvo melhor juízo, qualquer argumento de que Colombo fugiu de debate em 2004 não é verdadeiro. Os meios de comunicação é que fugiram de fazer debate. Assim como neste ano que, por causa dos custos, os meios de comunicação podem fugir de fazer pesquisa eleitoral registrada.

renatinho

Essa imagem é do mandato de Colombo entre 2001 e 2004. O zoreiudo na imagem pode ser um pouquinho parecido comigo, mas é o Arnaldo Moares. Com eles Ceron e o finado Renatinho

renatinhorr

Esta é outra imagem daqueles tempos da gestão de Colombo com Renatinho por perto numa das audiências em gabinete proseando com as lideranças de bairros e os manos Kalá e Murilo atentos que nem piscavam…

3 Comentarios

  1. Estimado Edson, como todo o respeito, você se equivoca.

    Na eleição de 2004, quando S. Exa o então prefeito Raimundo buscava a reeleição, a rádio clube promoveu sim um programa (salvo engano mediado pelo Dico) em que participaram o então Dep. Federal Coruja e o então Vereador Pedro Freitas.

    Como é imposição da lei, o Colombo preferiu (e a estratégia é dele, respeita-se) não comparecer, embora regularmente convidado.

    Pessoalmente, penso que o candidato tem o arbítrio – junto com sua equipe – de decidir se vai ou não nesse tipo de evento. Não é razoável imaginar uma suposta obrigatoriedade.

    Sei que o candidato Roberto Amaral optou por se ausentar, e respeito.

    O que não compreendo é esse esforço hercúleo (não seu, esclareço) de negar que há doze anos o Raimundo preferiu fazer o mesmo.

    Abraço.

  2. Esta imagem é do segundo mandato do Colombo, o primeiro ele concorreu com Antonio Ceron e Francisco Kuster, portanto não poderia haver um Ceron sorridente, já que ele perdeu a eleição para prefeito.

Deixe uma resposta