Justiça dá liminar para tirar ‘pesquisa’ de circulação

Justiça dá liminar para tirar ‘pesquisa’ de circulação

1 387

Juiz Geraldo Bastos, titular da 21.ª Zona Eleitoral, apesar do pleno feriado de 7 de Setembro, analisou representação impetrada pela coligação Lages Levada a Sério. Na peça era solicitada medida liminar para fazer cessar a publicidade em rede social de pesquisa eleitoral de Lages. O representando na referida ação foi João Fernando Rossi, um dos compartilhadores do conteúdo tido como ilegal. Trecho do despacho do Magistrado aponta:

liminar

O que chama atenção é que a decisão judicial recai inclusive para o compartilhamento dos dados através do WhatsApp que, em tese, não é uma rede social pública, visto que o conteúdo circula somente entre grupos determinados e fechados. Mas inclusive nessa plataforma de rede a veiculação de pesquisa eleitoral sem o cumprimento dos requisitos previstos em lei está proibida.


LAGES SEM PESQUISA ELEITORAL

Uma pesquisa eleitoral hoje custa entre R$ 5.000,00 e R$ 30.000,00 dependendo da abrangência do levantamento. Até o presente momento, faltando três semanas e três dias para a votação, não houve registro de nenhuma pesquisa eleitoral oficial em Lages. A necessidade de informar detalhes como quem paga a pesquisa, nome de estatístico que assina o levantamento e outros dados minuciosos, desencorajam a realização de pesquisas. Se a tradição for mantida, no sábado, véspera da votação, o Correio Lageano publica a pesquisa sobre a preferência do eleitor. Mas não se espante se tivermos uma campanha sem nenhuma pesquisa oficial divulgada.


COMO ESTÃO ATUALMENTE OS

ÍNDICES DA PREFERÊNCIA DO ELEITOR?

Exceto Marcius Machado que caminha na campanha sem um balizamento técnico através de pesquisas, tanto Roberto Amaral quanto Antônio Ceron têm levantamentos para consumo. E de acordo com fontes ligadas aos dois candidatos, tanto um quanto o outro estão bem. Porém, mesmo que não tivessem bem, a gente não iria saber!

SIMILAR ARTICLES

1 Comentario

  1. Realisticamente a turma está esperando pelo Diário Catarinense fazer uma pesquisa e com certeza o candidato que pagar uma pesquisa, pagará para sair em primeiro, senão não pagará pesquisa alguma, ou quem sabe tem uma Paraná Pesquisas uma empresa de um deputado do PSDB, que colocava sempre o PT em último lugar, nada idônea esta empresa.

Deixe uma resposta