CDL: Humanização do trânsito em Lages

CDL: Humanização do trânsito em Lages

1 173

Pela quarta vez consecutiva a CDL Jovem está à frente da organização da Semana do Trânsito em Lages. Nesta edição, realizada entre os dias 19 e 25 de setembro, a temática gira em torno do questionamento: Qual seu papel na construção de um trânsito melhor?

cdltransitob

A última reunião com os parceiros para alinhar os detalhes da programação ocorreu no Centro Cultural Vidal Ramos.


AÇÕES MÚLTIPLAS

A programação é vasta e conta com atividades que atingem diversos públicos. Uma das novidades deste ano é o passeio de bicicleta, realizado no dia 24, para conscientização sobre as regras do ciclismo para toda família. As redes sociais serão fortes aliadas para chegar a esse objetivo. Além dessa ferramenta, a divulgação será feita por meio de cartazes, folders e outdoor.

cdltransito

A coordenadora do evento, Maitê Bueno (direita), explica que o sábado (24) será o dia D da campanha. Na oportunidade, uma grande movimentação deve chamar a atenção de quem passa pelo calçadão da Praça João Costa, no Centro.


PROGRAMAÇÃO AMPLA

Todos os parceiros do evento estarão envolvidos em alguma atividade. Haverá a simulação de acidente com um ciclista. “ Vamos distribuir material informativo reforçando a ideia de que cada um é responsável pela melhoria do trânsito, seja de pedestre ou de veículos”. Para Maitê Bueno, a educação e consciência precisam ser trabalhadas na infância. “ As crianças são muito atentas, e cobram de seus pais condutas dentro daquilo que é certo”. Um concurso cultural irá envolver todas as escolas públicas municipais. Os alunos serão convidados a desenvolverem desenhos e frases com a temática do trânsito.


BLITZ EDUCATIVAS

Como bebida e volante não combinam, a ação que utiliza o bafômetro será feita em alguns bares e no Lages Garden Shopping nos dias 21 e 23. Abordagens em blitz educativas ocorreram nos semáforos e, possivelmente, na rodovia 282. O processo será igual ao da rotina de trabalho da polícia rodoviária, porém, nesta haverá a distribuição de materiais de informação ao condutor e passageiros dos veículos que forem abordados.


Informações: Catarinas Comunicação



A VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO E UM

REFLEXO NA MINHA FAMÍLIA

Hoje, 15 de setembro, é um dia triste lá em casa. Minha mãe, dona Isabel, meu pai, Dari Varela, com seus quase 80 anos e residindo ali no bairro Guarujá, relembram e rezam pelo aniversário de segundo ano da morte do meu irmão mais velho, o Aci. No dia 15 de setembro de 2014 ele falecia, depois de ter sido atropelado na Avenida Camões, na frente do Bistek. Um veículo C3 o atingiu causando-lhe ferimentos graves, inclusive quebrando suas pernas. A velocidade na Camões é de 50 km/hora. Um veículo de porte como um C3 a 50 km/h tem condições de reduzir a velocidade e até parar diante de um pedestre que na época atravessava na faixa. Mas a Polícia Civil fez um inquérito onde apontou que o motorista não teve culpa. O caso, como se trata de morte, foi para o Ministério Público para análise.

Por isso essa ação de conscientização no trânsito é importante. É preciso prevenir e conscientizar!

 

1 Comentario

  1. A respeito do assunto, eu gostaria de saber o porque da existência dos agentes de trânsito em Lages.
    Eles existem somente para multar quem não usa cartão rotativo?
    Ou também para autuar quem estaciona em lugar errado?
    Talvez estejam todos de férias quem sabe, ou uma simples garoa dificulta o trabalho deles?
    Já inventaram capa de chuva.
    Depois do que eu vi na última terça-feira por volta das 14:00 horas nas proximidades da Catedral, onde simplismente foi um caos, não ter ninguém para cordenar o trânsito para este fluir melhor, e deixar engarrafar tudo.
    Sinceramente não vejo sentido nenhum a existência dos tais agentes, pois quando se precisa nunca estão por perto, é desperdício de dinheiro público.
    Quando alguém comenta ou faz crítica sobre o trabalho deles, tem uns e outros que ficam bem ouriçados.
    Tem uma palavra que cai muito bem nessa hora “COMANDO”, Acredito ser isso que falta.

Deixe uma resposta