Grilo e Testa vão parar no hospital Seara do Bem

Grilo e Testa vão parar no hospital Seara do Bem

0 244

Depois do sucesso na inauguração do Colégio Rosa, que mereceu elogios do governador Raimundo Colombo, a dupla Grilo Seco & Testa de Lampião foi acionada para mais uma atuação lúdica através da ADR. Desta feita, os nossos humoristas protagonizaram uma tarde diferente no hospital Seara do Bem. Levaram alegria, divertimento e um clima de maior contentamento no ambiente hospitalar, frequentado por crianças e familiares.

testa

Por conta das consultas de ortopedia, sempre às quartas-feiras o hospital tem uma grande movimentação. Assim, Grilo e Testa iniciaram suas apresentações já na recepção do Pronto Atendimento, interagindo com os pequenos pacientes e seus familiares.


A ARTE A SERVIÇO DA SAÚDE

E ao fim de mais uma tarde gostosa em que pacientes e médicos cantaram e dançaram juntos, Grilo Seco (Adilson Freitas, que será pai pela primeira vez nas próximas semanas) e Testa de Lampião (Gilson Maximo de Oliveira, pai de três crianças) confirmaram mais uma vez aquela velha máxima: sorrir é o melhor remédio.


DIZ AÍ GRILO SECO

“A saúde não se dá só no corpo, mas em diversos níveis, como nas atividades do cotidiano em que temos o lazer, e principalmente no espírito. E nós, artistas, como o nosso dom, temos a capacidade de levar alegria. Assim, também nos consideramos um pouco médicos, pois também estamos gerando saúde”.


COM A PALAVRA O TESTA

“Foi uma maneira de devolver à sociedade o apoio que recebemos no nosso trabalho, e isso só acontece por causa das pessoas. Queremos colaborar para todo mundo ter uma qualidade de vida melhor. É muito bom receber o sorriso de uma criança internada e de uma mãe acompanhando o seu filho no hospital, pois mesmo que momentaneamente, elas esquecem os problemas, e a felicidade contribui com a saúde”.

grilo

Perguntam-me se Grilo e Testa sabem tocar aqueles instrumentos que manuseiam ou só representam. Eu acho que representa que eles tocam!


Imagens e informações? Pablo Gomes (ADR)

Sem comentarios

Deixe uma resposta