Vereadores: 1/3 dos atuais retorna à Câmara

Vereadores: 1/3 dos atuais retorna à Câmara

0 2734

Eleição para vereador se vence no voto e na costura. Isso explica a razão de uma dezena de candidatos fazerem mais votos alguns concorrentes e, mesmo assim, não entrarem para a lista dos eleitos em Lages. O PSD foi a sigla que conquistou mais vagas. Mas surpreenderam a baixa quantidade de votos para nomes que a gente considerava que iriam muito longe. Godinho é um desses nomes, embora mesmo que beirasse 5 mil votos, dificilmente se elegeria por causa da legenda.


BANCADA DE CERON

Samuel Ramos (Samuka), Aida Hoffer, Gerson, Pedro Figueiredo e Jair Júnior formam o quinteto do PSD. Jair Júnior tirou Jean Pierre da lista no final da apuração, confirmando que a mistura de atuação comunitária e acadêmica dá votos. Na mesma coligação de Ceron foram eleitos ainda Lucas Neves, Luiz Marin e João Maria Chagas (PSC).

GersonV

Gerson deixou o PMDB, onde dificilmente se reelegeria e foi para o PSD. Ali conseguiu garantir mais um mandato.


LUCAS, O CARA

Paulo Marques nos dizia durante a campanha eleitoral (porque ele frequenta o PP) que Lucas Neves era uma incógnita. Poderia estourar ou fazer uma votação para apenas estar entre os eleitos. Ele estourou. Entra para a história como o candidato que conseguiu maior quantidade de votos para vereador em Lages. Pode não ser o que conseguiu maior percentual, que proporcionalmente teve gente que já fez mais, porém 6.193 votos é quantitativo que elegeria muitos dos prefeitos na Serra. Porque somaram mais de 12 mil votos juntos, os candidatos do PP elegeram além de Lucas Neves, o atual vereador, Luiz Marin. Observe-se que pelo somatório de votos, Lucas foi o único na história recente a conquistar todos os votos dele para virar vereador, sem depender da ajuda dos colegas candidatos.

comicio007

Jornalista fez uma campanha planejada, pensada, organizada e, naturalmente, cheia de adesão


PMDB EMPLACA TRÊS

Foi o partido que mais reelegeu. Thiago Oliveira, que eu teria certeza que faria bem mais votos, David Moro e Vone Scheuermann foram os três reeleitos do PMDB


A VOLTA DOS TUCANOS À CÂMARA

Desde Luiz Carlos Pinheiro, o PSDB não elegia ninguém ao legislativo. Bruno Hartmann é o nome que passa a representar as cores do tucanato. Ele integra a comissão que foi destituída do PSDB. Mesmo assim baixou a cabeça e foi para o trecho, garantindo votação expressiva. Na mesma coligação o PPS emplacou Maurício Batalha.

bruno

Olha o Bruno aí! Nem precisa dizer que uma das causas é a proteção aos animais!


MAIS NA CÂMARA

O PT faz um rodízio, saindo Domingos Rodrigues e entrando Amarildo Farias no legislativo. E o PSC manteve o combativo João Maria Chagas. Da coligação de Marcius foram dois vereadores eleitos. O Ivanildo Pereira (PR) e outro irmão de Pedro Freitas, o Osni Freitas (Bugre). Digo outro porque Anilton Freitas está na Câmara e se despede no final do ano porque não consegui reeleição.

SIMILAR ARTICLES

Sem comentarios

Deixe uma resposta