Câmara renovada e com perfil comunitário

Câmara renovada e com perfil comunitário

5 1862

Antes que qualquer analista aponte que a Câmara de Vereadores de Lages terá  um perfil menos popular na próxima legislatura, convém analisar quem passa a integrar a Casa do Povo. São pelo menos seis líderes comunitários vindo dos bairros para se somar ao grupo de 16 vagas. É o caso do reeleito Vone que representa a região da Penha e São Miguel, João Chagas das imediações do Tributo e Guarujá, Pedro Figueiredo do Santa Clara, Araucária e parte Sul de Lages, Ivanildo Pereira e Osni Bugre e o próprio Amarildo Farias que tem o foco de atuação nas chamadas classes populares.

pedrof

Pedro Figueiredo o suplente atual que chegou a assumir na Câmara será titular a partir de 2017. Ele representa principalmente a região Sul de Lages


POUCA DIFERENÇA

Seis votos a mais e Moisés Savian garantiria a vaga da coligação onde estava o PT. Amarildo Farias fez cinco a mais que Savian e garantiu a vaga entre os eleitos.

Moises02Savian fez 935 votos e Amarildo 940 pelo PT


MUITO VOTO, MAS…

PMDB elegeu ‘apenas’ três vereadores (Thiago, Vone e David). Mas deixou outros quatro na fila com mais de 1.000 votos (Felício, Marimilia, Tio Ruja e Gotti).


QUANTOS VOTOS FALTARAM

PARA REELEIÇÃO DE ATUAIS VEREADORES

Conseguiram se reeleger 7 vereadores (Thiago, Aida, David, Vone, Luiz Marin, Chagas e Gerson). Quatro daqueles que estão na Câmara não concorreram à reeleição (Rodrigo Silva, Hampel, Juliano Polese e Elói Bassin). E oito tentaram e não conseguiram voltar. Observe a quantidade de votos que faltou para cada um dos que buscaram voltar e bateram na trave:

Pastor Mendes (824 votos)

Apolinário (mais 519 votos)

Domingos (mais 435 votos)

Padeiro (faltaram 388 votos)

Anilton Freitas (mais 237 votos)

Marião (faltaram mais 215 votos)

Enio do Vime (faltaram 169 votos)

Felício (ficou por meros 52 votos)

filicio

Pastor Mendes foi o que ficou mais distante da reeleição precisaria fazer 824 votos a mais que os 620 que fez e com isso pegar a vaga do colega Vone do PMDB. Felício (direita na imagem) foi o que chegou mais perto de ameaçar a vaga de Vone. Se fizesse 52 votos a mais era ele o terceiro do PMDB eleito, mas ficou como primeiro suplente!

5 Comentarios

  1. EU ACREDITO QUE QUANDO REALMENTE ACONTECER QUE PARA SE ELEGER, NÃO DEPENDA DE PODER ECONÔMICO, OU DINHEIRO MESMO, O CANDIDATO DEVERÁ SER PERMANENTEMENTE LÍDER . E mostrar que vive a vida sendo solidário, prestativo, interessado na vida das pessoas, fazendo o bem sem olhar a quem. Fazendo a diferença, ajudando a transformar as realidades duras de muita gente, principalmente aqueles de sua comunidade.

  2. É excelente e saudável a renovação. Sangue novo, idéias novas. Isso que ainda ficou uns vereadores reeleitos que até hoje não disseram porque vieram.

  3. O que é comunitário. Liga-se ao caráter comunidade, grupo, escala social, aglomerado mediano, até o mais bastado empresário que sai a um cargo eletivo ou no interior de sua empresa possui ao seu redor uma comunidade pulsante, o pastor evangélico não teria motivos o seu discurso sem os fiéis, então não qualquer dúvida de que todos pertencem a uma comunidade e se inserem nela. Porque ao sermos humanos, somos gregários e vivemos em comunidade, quem poderia se eleger a vereador e que não se enquadraria em uma comunidade, quem sabe Temer, Aécio e seus aeroportos ou Robisón Crusoé em sua ilha sem eleições, não saberia dizer. Mesmo o rapaz que gosta de cachorros e se elegeu possui uma função social. E em verdade os líderes comunitários possuem um eleitorado significante que os fazem serem pérolas ou ligações de valor diretamente com a municipalidade. Além de ganharem cargos comissionados por meritoriedade comprovada.

Deixe uma resposta