1.523 votos que elegeram 15 vereadores

1.523 votos que elegeram 15 vereadores

3 1747

Colunista Cacau Menezes (DC e RBSTV) ficou admirado pelo fato de Waldir Tahrum ter sido eleito com meros 67 votos a uma vaga na Câmara de Bocaina do Sul. Mas considerando somente os municípios da Grande Lages, houve mais gente se elegendo com poucos votos. Incluindo o próprio Tahrum, observe a lista de 15 eleitos que, somados, conquistaram 1.523 votos:

Gilmar Duarte (Cerro Negro) – 135 votos

Celso Arruda (Urupema) – 118 votos

Itamar da Silva (Celso ramos) – 115 votos

Miguel Pereira (Capão Alto) – 114 votos

Nailor Damasceno (Capão Alto) – 113 votos

Edson Figueiredo (Bocaina) – 111 votos

Sônia Oselame (Rio Rufino) – 106 votos

Valdeci Rosário (Rio Rufino) – 105 votos

Márcio Cascaes (Rio Rufino) – 104 votos

Vilmar da Cruz (Palmeira) – 92 votos

Edson Ortiz (Painel) – 90 votos

João Miranda (Painel) – 87 votos

Viviana da Silva (Painel) – 86 votos

Solange Ribeiro (Painel ) – 80 votos

Waldir Tahrum (Bocaina ) – 67 votos

virmapalmeira

Tio Virma da Palmeira, um dos garantidos para a próxima legislatura. Ele obteve 92 votos na eleição de domingo!



QUER ADQUIRIR UM APARTAMENTO

PRONTO E DE ALTO PADRÃO?

Visite o Residencial Terra. Ainda há algumas unidades à venda. O empreendimento é diferenciado e com qualidade de obra sem igual. Entre as vantagens está o fato de você ter a oportunidade de passar a residir imediatamente no imóvel!

terrayy

Aqui está o prédio pronto e com todas as opções que somente um empreendimento diferenciado pode oferecer. Você pode financiar, negociar e se mudar imediatamente. Mais informações aqui.  Você pode se informar também neste telefone (49) 9162 6278!

3 Comentarios

  1. Cacau se admira porque só possui a capacidade reflexiva de ver os números e não conceitualiza o que não aparece nos números, o que se constata pela frieza jornalistica. ou seja, a população da serra diminui cada vez mais, municípios pobres sem renda e vivendo em cabrestos políticos, famílias controlam o ambiente eleitoral e de resto o poder na cidade. Qual é a tônica disso, diferente do choque com números tão baixos, cidades que se, não possuírem uma atividade rentavel ou uma economia de mercado forte irão sucumbir e aí nem o fundo de participação dos municípios salvará a turma. cacau é um colunista especializado em fofocas e não em economia.

  2. Comentei sobre a economia de mercado na atualidade como um fator que modificou de sobremaneira a globalização mundial, municípios que no passado tinham uma economia simples de transformação e uma qualidade de vida quase invejável, tiveram uma surpresa no começo do século XXI, pois grandes cidades que de certa forma não eram mais viáveis para uma vida social, estão sendo as que mais são atrativas e geradoras de empregos do que a menores, pois as interações econômicas hoje acontecem devido a um mercado consumidor amplo, shoppings não se instalam em pequenas cidades, os jovens vão para as maiores e a tranquilidade que prezamos a trocamos por atividade comerciais que nos tragam renda, isso é paradoxal e com certeza os pequenos municípios são os mais atingidos por esta onda globalizante e urbana, não queremos trocar as benécies urbanas pelo ar puro do interior, esforços são feitos mas não se consegue industrializar os pequenos municípios e fazer suas populações aumentarem e isso será o grande ônus do futuro.

Deixe uma resposta