A razão da nova eleição em Bom Jardim da Serra

A razão da nova eleição em Bom Jardim da Serra

0 975

Para você entender a questão de Bom Jardim. O candidato Serginho não teve a candidatura deferido porque a vice, Priscila Dias, como convivente do atual prefeito Edelvânio, estava impedida. Mesmo assim, embora não considerados válidos, Serginho (PTB) recebeu 1.627 votos. Isso significa 109 votos a mais que Cristiano Cardoso (PSD). Serginho recorreu ao TRE/SC tentando dar validade à chapa. Mas ontem saiu uma nova decisão contrária a ele. Mas ao mesmo tempo, os nobres julgadores do TRE/SC indicam que, diante do caso, uma nova eleição é aquilo que se impõe. Observe-se o teor do decidido:

bjardim10

O artigo 224 do Código Eleitoral aponta que “se a nulidade atingir a mais da metade dos votos – que é o caso de Bom Jardim – (…) o Tribunal marcará nova eleição dentro do prazo de 20 a 40 dias”. E o § 3o do mesmo artigo indica que:

“A decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário acarreta, após o trânsito em julgado, a realização de novas eleições, independentemente do número de votos anulados”.


OU SEJA

Uma nova eleição em Bom Jardim da Serra é praticamente certa.


MAS

De qualquer forma, em havendo nova eleição, a atual primeira dama, Priscila Dias, não poderá disputar o pleito. Em relação a Serginho não há nenhum impedimento em concorrer novamente, devendo o mesmo formar a chapa com um outro vice ou ele sair de vice de alguém.


CENTO E NOVE

Considerando que a chapa de situação recebeu 109 votos a mais na eleição, são as abstenções, nulos e brancos que podem decidir quem será o novo prefeito de Bom Jardim.

Sem comentarios

Deixe uma resposta