6.192 votos: ‘Mandato é do Lucas Neves ou do PP?’

6.192 votos: ‘Mandato é do Lucas Neves ou do PP?’

1 2130

Colega de peleia pondera a seguinte situação:

“(…) Pelos cálculos, o Lucas Neves se elegeu sem precisar de votos do partido. Ele fez mais votos que o quociente eleitoral determinava. Assim, o mandato é dele ou do PP?”


POIS ENTÃO

O quociente eleitoral em Lages foi de 5.833 votos. Cada quantia de votos dessa elegia um vereador. Esse cálculo resulta dos 93.334 votos válidos para vereador divididos pelas 16 vagas. Lucas Neves fez 6.192. Logo, conquistou todos os votos suficientes para se eleger e ainda sobraram 359 votos. Ninguém pode dizer que ele dependeu dos votos do partido (no caso dos outros candidatos) para conseguir o mandato.


ENTRETANTO

Mesmo tendo essa quantidade de votos e não dependendo da ajuda de outros concorrentes, o mandato de Lucas Neves é do partido. Foi o STF que decidiu desse jeito num julgamento lá em 2007. Na lógica democrática o argumento correto é que o mandato é do povo que o concedeu para Lucas, abrigado numa sigla partidária indispensável para disputar o pleito. Mas que o vereador que conseguiu mais votos na história de Lages pode se sentir bem a vontade com um respaldo desses, não resta nenhuma dúvida.

lucasn

Imagem emblemática da filiação de Lucas Neves ao PP com Arnaldo Moraes, Amin e Sandro Anacleto como testemunhas!

1 Comentario

  1. A tez sempre estranha de Amin, parecendo sempre ver cifrões em tudo que vê. Será que Lucas virou uma vítima de laboratório do PP, ou algum visionário captou toda a inocência do rapaz, ainda jovem e emberbe para a política, ou seja um mar de tubarões criados e dando crias.

Deixe uma resposta