Contestações ao projeto de ‘Urbanização de Índios’

0
807

Projeto apresentado aos moradores do distrito de Índios motivou muitos comentários. Alguns inclusive atacando a atual administração por causa da insistência em um projeto – que segundo relatam – jamais sairá do papel. Se quer o Lages Business Park se tornará realidade porque dependerá de investimento da iniciativa privada e não apenas do poder público bancando. “O papel aceita tudo, mas a prática é bem diferente”.


OUTRA MENSAGEM

“Porque o contribuinte pagando essa gente para ficar passando o tempo na prefa fazendo projeto mirabolante que não vai sair do papel. A área que a tal avenida foi projetada se quer foi desapropriada. E ainda não sabem qual motivo perderam a eleição?”. E o mesmo internauta emenda: “Primeiro Deus criou o céu, a terra e o mar (…). Daí a equipe iluminada criou os morros da avenida”.

indios04

É que a avenida que se pretende criar dentro do  projeto não tem esses morros laterais conforme indica a imagem acima. A menos, é claro, que a ideia seja cortar uma colina para dar a dinâmica planejada


MAIS OUTRA PONDERAÇÃO

“As áreas residenciais próximas ao parque industrial? Que genialidade. Já começaram a supervalorizar os terrenos da região? Se antes da divulgação, 1 hectare ali custava R$ 50.000,00 agora certamente estarão pedindo R$ 300.000,00 pelo mesmo. A prefeitura vai traçar as ruas e avenidas? Ou vão utilizar do brasileirismo, construindo primeiro as casas (todas amontoadas, ao estilo Faixa de Gaza) para depois pensar nas ruas. O que podemos esperar de nossos geniais arquitetos, que tomam a “linda Palhoça” como referência, é lamentável”.

busines05

Mais uma mensagem sobre o projeto: “Mas home do céu, a avenida projetada no projeto fica na área do Dr. Antonio Arruda. Chá de cogumelos é pouco”.


ADMITAMOS QUE…

No papel e na teoria o projeto é interessante. Mas a materialização do mesmo precisaria partir de uma lógica a partir da qual os donos dos terrenos no em torno tivessem sido contactados previamente sobre o interesse em dar a destinação apontada acima às suas áreas. Não existe a figura da desapropriação pública para implantar uma área residencial de elevado padrão.


EM TEMPO

Tem gente criticando a imprensa por dar publicidade a esse tipo de projeto. Porém, isso é notícia. Notícia pela viabilidade ou pela inviabilidade da iniciativa.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here