Udesc tenta mais R$ 18 milhões no orçamento de 2017

1
453

Quase 150 servidores e alunos da Udesc fizeram mobilização durante sessão da Alesc. Pressionam para que deputados encaminhem proposta de aumento do repasse de recursos à instituição. O ato integrou as atividades da campanha Udesc + 0,17.

udesc20

A pressão dos udesquianos para o aumento do repasse à Udesc. A cruzada deles é justa, porém é preciso ver de onde sairiam os valores…


PARA ENTENDER O ASSUNTO

Atualmente a Udesc recebe 2,49% da Receita Líquida Disponível (RLD), que é a soma da arrecadação de impostos estaduais. O propósito é ampliar o repasse, chamado duodécimo, para 2,66%, ou seja, mais 0,17%. Isso, porém, depende de alteração no projeto da LDO de 2017, que será votado pela Alesc em 8 de novembro. Entre hoje, quinta-feira, 20, e a próxima quarta-feira, 26, deputados ou bancadas partidárias poderão apresentar emendas ao projeto de lei da LDO para alterá-la e propor mudanças nos percentuais de duodécimo dos órgãos que recebem desse modo.


DE ONDE VIRIA O DINHEIRO?

Ano passado a Udesc recebeu R$ 326 milhões para investimentos, custeio e folha de pessoal. Segundo os cálculos da instituição, mais 0,17% significam R$ 18 milhões anuais, que já entrariam no orçamento de 2017. A maneira de obter o aumento é reduzindo o percentual de um órgão que tem sobras anuais de recursos, como a própria Alesc. A Assembleia Legislativa recebe 4,51% de duodécimo. Em 2015, foram repassados R$ 591 milhões ao órgão. Com a mudança, o parlamento receberia 4,34% e a Udesc ficaria com 2,66%.


MAS ESSA ‘SOBRA’ DA ALESC

JÁ TEM DESTINAÇÃO EM LEI

Esse aumento do percentual que a Udesc pede, exemplificando a própria Alesc, encontra uma resistência entre alguns parlamentares. É que foi criado neste ano um fundo para ajudar hospitais filantrópicos. E parte do dinheiro que vai para esse fundo sai da sobra do duodécimo da Assembleia Legislativa. Para se ter ideia, o deputado Merísio economizou cerca de R$ 100 milhões, cujos primeiros R$ 50 milhões para o referido fundo saíram dessa economia. E depois o restante da sobra foi aportado nessa destinação. Em deslocamento R$ 18 milhões para a Udesc, é um dinheiro que deixará de integrar o fundo. Ou seja, cobre um santo e descobre outro.

Merisio03

Mérisio liderou o projeto que destinou sobra do duodécimo da Alesc para ajudar hospitais filantrópicos, Cepon e Hemosc

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Fora os professores, os salários dos funcionários da UDESC normalmente são baixos, na Reitoria da Capital há um feudo com salários maiores, mas mesmo com dotação estatal esta situação se mantém , então aonde vai está dotação significativa, para salários é que não vai.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here