Ceron e o exemplo dos cortes de Chapecó

Ceron e o exemplo dos cortes de Chapecó

1 273

Quem lê a entrevista do prefeito reeleito de Chapecó, Luciano Buligon (PSB), parece estar ouvindo Antônio Ceron (PSD), o eleito de Lages. O caminho para os novos gestores é só esse: cortar no gasto com pessoal para ter fôlego para investimentos. Um dos maiores pecados da atual administração de Lages foi o inchaço da folha, que limitou investimentos, inviabilizando ações. Eis o que disse Buligon a Upiara Boschi do DC:


O senhor não precisa fazer transição porque se reelegeu. Muda alguma coisa?

Eu estou entabulando uma reforma administrativa para mandar para a Câmara. Vamos fazer ainda este ano para começar 2017 de vento em popa


No que pretende mexer com a reforma?

É enxugamento. Vamos retirar algumas secretarias, extinguir alguns cargos comissionados, redimensionar a máquina justamente para adequar à queda de arrecadação.


Já tem uma meta de corte?

Eu preciso economizar no mínimo R$ 1 milhão mensais no custeio da máquina. Por isso o enxugamento em pessoal, em secretarias.


O inteiro teor da entrevista de Buligon ao DC está aqui!

Ceron04

Ceron e o cuidado para não repetir os erros de seu antecessor, principalmente em relação a gastos exagerados com pessoal. Para se ter ideia, de uma arrecadação média de R$ 32 milhões, a prefeitura gasta mais que a metade com pessoal (se considerar LagesPrevi e encargos).

1 Comentario

  1. Por isso aderi a campanha do Ceron. Vejo que e o unico que esta preparado e tem coragem de praticar a maior austeridade Administrativa em Lages. Existe somente um local para fazer sobrar dinheiro para investimento em Lages, no corte de superfluos, e entre eles o cabidaço de empregos, E o unico que deixou bem claro que faria isto, foi ele. Confio na Administraçao que ele fara, pois tem preparo administrativo e sensibilidade social.

Deixe uma resposta