Lages: Vereadores torram mais R$ 215 mil em 2015

13
8420

Havia medo de aprovar a reposição salarial para seus próprios ordenados antes da eleição e com isso os vereadores serem castigados nas urnas. Como o povo sabia que os atuais vereadores seriam bem capazes dessa manobra, tratou-se de levar a efeito o castigo por antecedência. A maioria esmagadora dos vereadores desta legislatura não conseguiu se reeleger. Para se vingar do povo, a atual leva legislativa tratou de ‘fazer justiça com as próprias mãos’ se auto concedendo a reposição da inflação de 2015 na ordem de 11,28%.


DECISÃO TEM DOIS EFEITOS

Essa manobra bem discreta dos gananciosos vereadores tem duas repercussões. A primeira delas é a decisão de fazer com que a reposição seja retroativa a janeiro deste ano. Significa que na folha deste mês, cada vereador receberá mais R$ 9.415,40 além dos R$ 8.347,00 de salário. É que os 10 meses ‘atrasados’ representam esses mais R$ 9.415,40. A outra repercussão é que os novos vereadores entram em janeiro recebendo salário de R$ 9.288,54.


CUSTO DA MANOBRA

Com a decisão de se auto conceder a reposição salarial por causa das perdas, os vereadores receberão mais R$ 214.671,12 neste ano. O que causou maior estranheza é o fato dos vereadores, tão logo ter passado a eleição, na semana seguinte, terem entrado com o projeto para a reposição.

camaraa

Atente-se que a manobra dos vereadores para se auto concederem a reposição não é ilegal, porém, num momento em que há um arrocho nas contas públicas, a medida soa bastante anti-popular. Embora, naturalmente, isso é o que menos preocupa os variadores de Lages


PLACAR

A reposição foi aprovada por 10 votos favoráveis (que assinaram o projeto), quatro contrários, duas abstenções e outros dois vereadores ausentes.

 

COMPARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

    • Sempre foi assim Douglas, inclusive com aquele que perdeu o mandato, que muitos acham o salvador da pátria. Usava o artifício de ficar contra algo que causava desgosto na população pra sair de bom moço.

      • Se assim fosse não seria tão combatido, o fato de não fazer alianças, nem acordos espúrios o deixaram sem forças…agora ele não está mais ma câmara, já que fazemos parte da parcela pensante…vamos erguer nossa voz para combater esses abusos, isso merece nossa indignação!

  1. Vergonhoso,de um lado o presidente Temer querendo tirar os direitos dos trabalhadores,e de outro lado vereadores aumentando seu salários,o povo tem que trabalhar mais pra manter essa corja de vagabundos.

  2. Nossa câmara é formada por um bando de incompetentes e gananciosos. É uma vergonha pra nossa cidade. E todos comentam isso…
    Já passou da hora da população se mobilizar, e força-los a baixar esses salários desproporcionais ao tempo de trabalho que ali eles exercem. Se ficassem 40 horas semanais em função do cargo de vereador, tudo bem. Mas duvido se algum deles se dediquem 10 ou 15 horas pra isso.
    Bando de sanguessugas!

  3. Edson, isso não se enquadra naquele problema de legislar em causa própria?

    Durante o ano observamos a luta dos servidores por uma reposição e que, por falta de dinheiro, foi oferecido pouco e no estilo “casas bahia”, terminando de receber somente lá por fevereiro do próximo ano.

    (para lembrar, era pedido 11%, foi oferecido 8% mas se somar as casas depois da vírgula chegamos a 7,79% – Lei nº 4161/2016)

    Como eles vão poder receber toda essa quantia, de uma só vez e, ainda, retroativo? A prefeitura não precisa autorizar tal pagamento?

    • Mas, o grande problema do município, estado e do país, conforme os governantes estão demonstrando, são os servidores públicos. Por conta dos servidores públicos está tudo quebrando.
      Não são os benefícios de aposentadorias de governadores, deputados e senadores. Não são as verbas de gabinete. Não são os auxílios moradia, transporte, passagem aérea, médico, etc. Não são os comissionados contratados apenas para apadrinhar os apoiadores.

      • Então, Cassiano, qual seria a solução salvadora seguindo a sua linha de raciocínio?

        Posso estar equivocado mas, observando seu pensamento, servidor público só afunda, mesmo com os salários mais baixos e tendo como principal benefício a estabilidade, porquê de resto…

        Sou funcionário público efetivo ha pelo menos 10 anos. tenho em minha carreira um atestado de uma cirurgia, o qual fiquei afastado 15 dias. Estou presente todo dia, faça chuva ou faça sol, com horários estipulados mesmo sem cumprir pois, chego sempre pelo menos 10 minutos antes e fico o tempo que precisar depois.

        E não, não sou uma exceção. Como eu, muitos servidores efetivos acreditam estar fazendo um bem para a sociedade, porém, a cada ano, seguem desmotivando-se pela sua desvalorização e falta de reconhecimento, a não ser pelo sorriso das pessoas que atendemos.

        Ao meu ver, o problema está além de quem tem o poder nas mãos, no povo. Gostaria de ter visto a casa do povo cheia no dia dessa votação. Se estivesse teria sido assim?

        • Jorge, meu comentário foi de forma sarcástica. Veja a campanha que estão fazendo contra os servidores públicos. Parece que somos os culpados de tudo.
          Também sou Servidor Público, há pouco mais de 10 anos. E não aguento mais essa busca para justificar a péssima administração realizada por nossos políticos. Cheia de benefícios para poucos. Sem contar os desvios de verbas etc. Aí fica fácil apontar pro servidor.
          E, com certeza, se estivéssemos lá, acompanhando a ação dos vereadores, provavelmente não teria sido assim.

  4. E aí piazada e meninada “ingênua” e míope que se estrebucharam fazendo aquela campanha tola pela redução dos vereadores??? se sentindo otários agora??? Vai cair a ficha um dia de que o problema não é… nem nunca foi a quantidade de vereadores, mas o percentual MÁXIMO… eu disse MÁXIMO de 6% (para os Municípios entre 100.000 e 300.000 habitantes), de repasse de recursos para as Câmaras de Vereadores???

    Os Vereadores podem reduzir sim esse percentual , o quanto quiserem, não há um piso para isso… Falta lucidez e inteligência para os que acham que se resolve tudo através do grito…

  5. Por isso sou grato por a populaçao de Lages nao ter visto em mim predicados para ser eleito Vereador. Digo isso porque se eu tivesse me elegido, novamente eu faria uma Auditoria e levantaria todas as falcatruas efetuadas nos ultimos 12 anos naquela Casa. E sabem qual seria o resultado disso? Um grande stress para mim e minha familia, bastante inimigos, e logo apos a minha saida tudo seria reconduzido ao status quo. Ou seja, tudo dantes no quartel de Abrantes. E o mais importante, o povo esquece tanto quem foi honesto no trato da coisa publica, como tambem esquece os lesa patria que metem a mao, ou no minimo nao respeitou o dinheiro publico. Um lembrete, esta materia nao e para se abster, mas sim votar contra. E voces acham que foi somente esta Legislatura que fez tudo isso? A proxima tambem fara, pois estao voltando alguns viciados que contaminarao os novos. Portanto nada a reclamar. Jacinto Bet, diretamente de um pais em que o Gabinete do Primeiro Ministro tem menos comissionados do que o dobro da Camara de Vereadores de Lages. Imaginem da Prefeitura de Lages.

  6. Bando de covardes,não sao homens!Vereador já ganha muito bem só pra dar nome de rua e titulo de cidadão lageano.Por que não fizeram uma audiência publica para debater o assunto?Vergonha na cara!!!!!!!!!!Tá faltando e muito para esses edis.Sanguessugas do dinheiro público!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here