Câmara de Lages e o tradicional show de horrores

0
5086

Prefeito Toni Duarte (PPS) utilizando como argumento a situação econômica pela qual passam as finanças públicas em geral, vetou a reposição salarial dos vereadores de Lages na ordem de 11,28%. “Enquanto damos férias coletiva aos comissionados para posterior exoneração tentando equilibrar as contas, essa medida não combina com o atual momento”, disse com a cautela que o caso requer Toni Duarte. O veto foi enviado ainda neste último dia de outubro à Câmara de Vereadores. E o assunto acabou fervendo na Casa do Povo.


ATRITOS E CHORO

Não ficou bem clara a situação e a razão, mas na rede social a informação era de que os aliados Juliano Polese (PP) e Aida Hoffer (PSD) acabaram se desentendendo. Ele que será vice prefeito ano que vem e ela cotada para ser a presidente da Câmara. O episódio foi tão forte que a vereadora apareceu chorando no plenário da Câmara. Tudo por conta da intenção de Aida e do vereador Gerson de colocar em votação nesta segunda-feira, 31, a votação do veto. Mas a turma do ‘vamos esfriar isso’ invocou o Regimento Interno (que é soberano) é a matéria (no caso o veto) ficou para ser votado em outra data a ser marcada.

aida01

Vereadora Aida engolindo o choro, depois de atrito que, segundo ela mesmo, foi com o vereador Juliano Polese



MOVIMENTO VEM PRA RUA FOI

PARA A CÂMARA DE VEREADORES

O trajeto entre o Terminal Urbano e a Câmara de Vereadores recebeu pouca adesão. Mas já havia gente dentro do legislativo e outros aguardavam na frente da Câmara. E assim, a galeria do legislativo foi tomada por integrantes do movimento Vem Pra Rua e outras lideranças comunitárias. A palavra de ordem era protestar contra a reposição que, se aprovada, representará um gasto adicional de R$ 215.000,00 neste ano aos cofres públicos.

camara001

Galeria da Câmara de Vereadores tomada por representantes do movimento Vem Pra Rua e outros participantes do ato de protesto

camara002

Os trabalhos foram truncados, por conta da discussão a respeito do momento de votar o veto do prefeito Toni Duarte


UM APELO DO CORONEL

coronel

Coronel Crisóstomo fez chegar esse documento ao presidente da Câmara. Pedia a manutenção do veto do prefeito por razões que ele explicou no ofício!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here