Padeiro: “Câmara gasta R$ 40 mil por mês com imprensa”

Padeiro: “Câmara gasta R$ 40 mil por mês com imprensa”

6 455

Durante os debates acalorados na noite da segunda-feira, 31, na Câmara de Vereadores, o não reeleito Adilson Rosa, o simpático Padeiro, puxou um dado que também deve entrar em debate sobre despesas. Citou que o legislativo lageano gasta R$ 40 mil mensais com a imprensa. A declaração chegou a repercutir nas redes sociais, apontando-se que esses R$ 40 mil – vejam só! – eram somente com os blogueiros da cidade. Internauta Demetrius Wolff, por exemplo, escreveu que: “Cada blogueiro recebe em média R$ 2 mil por mês. Então a soma de todos os blogueiros acho que chega a R$ 40 mil”.


GASTANDO MAL?

Esses gastos trazidos por Padeiro à tona merecem ser avaliados. Primeiro porque a Câmara de Vereadores não precisa ‘gastar com imprensa’. O trabalho que desenvolve ali deve ter repercussão por si só, onde a publicidade poderia ser encarada como promoção social e não gesto de transparência. Ademais, se a Câmara de Vereadores está gastando R$ 40 mil mensais em publicidade e a imprensa evidencia apenas o ‘show de horrores’ é porque está gastando mal. Afinal, em tese, se de fato há um aporte nessa ordem, os meios de comunicação deveriam estar destacando o lado bom e positivo dos trabalhos dos edis. A menos que esses trabalhos não existam, é claro. Daí não tem como fazer milagre.


QUANTO AOS BLOGS…

Aos bobalhões que se reportam aos gastos de R$ 40 mil com os blogs a gente recomenda uma olhada no portal transparência. Devem estar lá todos os gastos em publicidade. E se há gasto com um blog ou outro – que não é nosso caso – é porque, de repente, a Câmara vê nessa plataforma de informações uma forma de dar publicidade às suas ações.

Padeiro

Padeiro de uma Câmara de Vereadores incompetente que, mesmo gastando, segundo ele, R$ 40 mil mensais ‘com a imprensa’ não repercute o trabalho que eles fazem na Casa do Povo

6 Comentarios

  1. Imagine Edson, como que um Vereador pode fiscalizar as contas do Executivo, se somente depois de 4 anos de mandato e nao reeleito e que descobre que a Camara gasta desnecessariamente com Imprensa 40 mil reais mensalmente? Ninguem tem responsabilidade com o dinheiro publico. So denuncia porque nao vai mais participar.

  2. Não querendo comparar, mas já comparando, politico é igual a um caminhão carregado de porcos, só gritam aqueles que estão por baixo, quando se está por cima, tá tudo as mil maravilhas.

  3. Essa legislatura que está acabando (graças ao bom DEUS), é de longe, a pior de toda a história da Câmara de Vereadores. Incompetentes, imorais, preguiçosos, egocêntricos, burros, etc….caberiam muitos mais adjetivos para qualificá-los. Se eles tiverem um pingo de vergonha na cara e se sobrou um resquício de responsabilidade, devem acatar o veto do Prefeito Toni. Isso é uma afronta, quando todo mundo está pisando no freio das despesas para se adequar aos novos tempos, esse bando de salafrários tentam legislar em causas próprias. E agora, alguns deles, não venham fazer pose de defensores do povo, dizendo que são contras ao aumento, pois quando a matéria foi votada pela primeira vez, se ausentaram ou se abstiveram. Isso causa nojo, repugnância.

  4. Senhor Edson,
    Foi publicada nesta semana, neste blog, matéria originada por declaração de um vereador no sentido de que “o legislativo lageano gasta 40 mil mensais com a imprensa”. No embalo da declaração, desinformado ou mal- intencionado leitor do blog postou que este gasto mensal seria apenas com os blogueiros da cidade, cada um recebendo em média R$ 2.000,00/mês. Seriam, pois, 20 blogueiros que estariam sendo remunerados.
    Pois bem, apenas 04 blogs recebem pagamentos mensais da Câmara, no valor de R$ 370,00 cada um. Assim, os gastos mensais com blogs são de apenas R$ 1.480,00/mês. Isto representa menos de 4% do montante indicado pelo desinformado leitor que postou aquela absurda informação. O pagamento é para a manutenção, nestes 4 blogs, de um link para acesso direto à página da Câmara, e não para a divulgação de matérias legislativas.
    De outra parte, a declaração do Vereador mencionado dá margem a dúvidas quando diz que os gastos mensais de R$ 40 mil seriam “com a imprensa”, numa conotação de que tal valor seria para pagar jornalistas a fim de influenciar naquilo que divulgam sobre o Legislativo Municipal.
    A Câmara não tem recursos para ´pagar a imprensa´ da forma insinuada. O que existe, de forma transparente e igual ao que se pratica pelos órgãos públicos que agem estritamente dentro da lei, é a destinação de recursos para a as publicações legais e a divulgação institucional das atividades legislativas. Para tanto, foi contratada, em regular licitação (Processo 018/2012), a empresa Procedere Marketing Ltda, que cuida e administra as contas publicitárias da Câmara. O trabalho da empresa impede promoção pessoal do agente público, oferece transparência e acesso da população aos trabalhos desenvolvidos na Câmara de Vereadores, e tem característica educativa, informativa e de orientação social, nos termos do § 1º, do art. 37, da Constituição Federal.
    O valor das despesas com publicidade está estabelecido no contrato, ficando a critério do Setor Administrativo/Financeiro fatiar esse valor mês a mês, observado o limite legalmente permitido. Todos esses valores vêm sendo pagos apenas a pessoas jurídicas rigorosamente em dia com suas obrigações fiscais, incluídos os blogs.
    Não existe, pois, pagamentos a pessoas físicas de jornalistas, nem remuneração de qualquer espécie para que a Câmara ou seus servidores manipulem o que a imprensa publica. O objetivo único é atender às disposições constitucionais relativas à transparência e à publicidade dos atos públicos, e isto pode ser facilmente comprovado, por qualquer cidadão, através de simples acesso ao Portal de Transparência da Câmara de Vereadores.

Deixe uma resposta