Empresa com mais de 100 funcionários fecha na Serra

2
8569

Crise econômica vigente responde pela medida extrema da empresa Ingevity (que antes se chamava MWV Specialty Chemicals) ao decidir fechar as portas em Palmeira. Nesse município a empresa possuía a única biorrefinaria na América Latina, que processava coprodutos derivados do pinus. O fechamento causa preocupação por causa da demissão de mais de 100 funcionários (a maioria com bons salários).


REFLEXOS DA INGEVITY

Esse encaminhamento da empresa ao desativar a unidade em Palmeira repercute na arrecadação local e no desemprego em Otacílio Costa, visto que a maioria dos funcionários era desse município.

palmeira

Em nossa coluna no Correio Otaciliense chegamos a cogitar a hipótese do fechamento ser temporário, mas em nota para o Jornal de Otacílio Costa, a direção da empresa confirmou que a medida é definitiva


FUTURA PREFEITA PREOCUPADA

Prefeita eleita de Palmeira, Fernanda Córdova (PR), disse que a medida da empresa preocupa bastante. “Por dois fatores: o desemprego e a queda na arrecadação”, aponta ela. Segundo Fernanda Córdova, após ter retornado de Brasília – onde permaneceu três dias nesta semana – ela manteria contatos com a direção da Ingevity para apurar maiores informações sobre a medida. “Lamentamos muito porque, numa época de crise assim uma medida extrema dessas é tudo que a gente não espera que aconteça com uma empresa importante em nosso município”.

fernandap

De Brasília, onde visitava algumas estruturas federais, a prefeita eleita de Palmeira compartilhou a preocupação com o fechamento da empresa no município


REFLEXOS EM OTACÍLIO E LAGES

O fechamento da Ingevity repercute no desemprego em Lages e Otacílio Costa. A maioria dos funcionários era desses dois municípios e os salários médios estavam na faixa de R$ 3 mil.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Como a economia de Palmeiras girava em torno desta empresa, em Concórdia a Sadia se destacava como a empresa número um da cidade, ao mesmo tempo em que gera empregos pode ser algo terrível porque sem a diversificação e estas empresas fechando há o caos no município. Hoje as empresas sofrem com o assédio de várias prefeituiras e com esta empresa talvez tenha sido isso, a necessidade de se deslocar para uma outra região com logística e mercado melhor. Também há o fator da atualização do parque empresarial com a concorrência nesta área.

  2. Por Isso Vejo a Necessidade Das Prefeituras Não só Se Preocupar na Arrecadação de Verbas e Sim Em Manter essas Empresas. Reuniões Com Gerencias, Melhorias Em Estradas e Incentivos Fiscais. Trabalhei Nesta Empresa e Via Na Época de Chuva Uma Grande Dificuldade no Deslocamento das Carretas e Fico Chocado Com Essa Informação de Fechamento. Reaja Palmeiras Pra que Ouras Empresa Não tenha o Mesmo Destino e Que Deus Nós Proteja

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here