Serra SC: 590 casos suspeitos no Bolsa Família

Serra SC: 590 casos suspeitos no Bolsa Família

2 557

MPF – Ministério Público Federal passa um filtro em todos os cadastros do programa Bolsa Família. Na maioria dos municípios encontra irregularidades. Empresários que recebem, mortos que ainda têm acesso aos benefícios, além de outras situações suspeitas. No ranking dos 20 municípios com maiores irregularidades no Estado, nenhum é da Serra Catarinense. Mas aqui foram totalizados 590 casos suspeitos, sendo que a maioria é de Lages. Abaixo os dados estaduais do MPF:

bolsa

Os dados se referem ao período de 2013 a maio deste ano somente em Santa Catarina


E EM LAGES COMO ESTÁ?

De acordo com o levantamento nesse período, foram pagos a cadastrados em Lages um total de R$ 38.933.762,00. Desse montante há suspeita que 371 beneficiários receberam de forma irregular um valor que chega a R$ 1.334.499,00. O mínimo que deve acontecer, nesse caso, é dos valores recebidos em desacordo terem que ser devolvidos aos cofres públicos.


O RANKING DE RECEBIMENTOS

SUSPEITOS NA SERRA CATARINENSE

Além desses 371 casos em Lages, há suspeita de pagamento irregular em todos os municípios da Serra, mas em quantidade bem menor. Correia Pinto é o segundo com mais casos suspeitos. Palmeira e Cerro Negro são os que apresentam apenas 3 casos suspeitos cada:

CORREIA PINTO – 47 suspeitos: R$ 153.593,00

OTACÍLIO COSTA – 33 suspeitos: R$ 100.773,00

SÃO JOAQUIM – São 18 suspeitos: R$ 59.716,00

BOM RETIRO – Total 17 suspeitos: R$ 69.006,00

ANITA GARIBALDI – São 13 suspeitos: 63.241,00

URUBICI – Total de 13 suspeitos: R$ 39.316,00

BOM JARDIM DA SERRA – 12 suspeitos:  R$ 39.684,00

CAMPO BELO DO SUL – 11 suspeitos:  R$ 31.517,00

SÃO JOSÉ DO CERRITO – 9 suspeitos: R$ 19.542,00

PAINEL – Total de 9 suspeitos: R$ 41.246,00

RIO RUFINO – 9 suspeitos:  R$18.871,00

URUPEMA – 7 suspeitos: R$ 26.271,00

PONTE ALTA – 6 suspeitos: R$ 22.443,00

BOCAINA – Tem 5 suspeitos: R$ 18.076,00

CAPÃO ALTO – São 4 suspeitos: R$ 6.355,00

CERRO NEGRO – 3 suspeitos: R$ 10.890,00

PALMEIRA – 3 suspeitos: R$ 5.789,00


Dados: MPF

2 Comentarios

  1. As prefeitura realizavam os cadastros por isso as irregularidades, mas devido a isso as prefeituras não são mencionadas e joga-se um discurso fascista contra o PT, nossa amiga Olivete publica recortes de jornais que ao lermos não esclarecem este vies sobre as prefeituras e qualquer um que lê não faz a devida interpretação destes recortes.

  2. Em tempo o MP paulista se especializa em factoides os mais escusos, o Direito jogado na lata do lixo. O Direito ficou partidário e isso é deplorável.

Deixe uma resposta