Por onde anda o advogado Paulo Sagaz?

0
182

Que sirvam nossas façanhas de exemplo!

Pegamos um pedaço do Hino do Rio Grande para falar sobre por onde tem andado o advogado Paulo Sagaz. Aliás, ele não tem andado, tem corrido e muito. É de longe o maior exemplo para nós em âmbito de paróquia da dedicação à prática de esporte pelo puro prazer de praticar e ver isso repercutindo na saúde. Enquanto dou minhas pernadas no Studio Tao sob o acompanhamento da profissional de Educação Física Roberta Colla, sem muita coragem de correr na rua, Sagaz vai para o trecho e não tem evento que lhe cause receio.


ASSIM

Os registros abaixo são das suas participações recentes: Meia Maratona do Rio de Janeiro e Meia Maratona de Florianópolis. Sim, meia maratona pressupõe 21 quilômetros correndo (ou mais exatamente 21.095,5 metros). Nosso Forrest Gump não é fraco!

sagaz002

Com a velha ponte como cenário e mais de 70 anos em cada perna, lá vai Paulo Sagaz servindo de exemplo para aqueles que buscam na corrida uma forma de manutenção para a saúde!

sagaz001

Olha o tempo de chegada dos 21 quilômetros na Meia Maratona de Floripa

sagaz003

Este registro é das pernadas na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro disputada na metade do mês passado!


ENTÃO, MINHA GENTE!

Aproveitem o calor e o horário de verão para ir para o trecho. Podem começar com uma caminhada, depois uma marchinha e, na sequência uma caminhada de leve. É o melhor remédio para colesterol alto, depressão e outros males da vida moderna. De preferência faça isso com acompanhamento/orientação de profissional de Educação Física. Até para evitar uma lesão. E o segredo do desempenho não está em correr muito uma vez por mês. Mas de uma sequência regular de pelo menos três vezes por dia!


ALIÁS…

A FME de Lages ficou devendo a sequência de eventos da Corrida e Caminhada na Carahá naquela iniciativa bonita que foi fomentada pelo Joinha e outros integrantes do Paço. Evento relativamente barato, mas de uma repercussão enorme para incentivar as pessoas para caminhadas e corridas. Quem sabe o futuro ‘intendente’ da FME retome a atividade. Porque o que é bom merece ter continuidade!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here