Atraso de quase três horas de show em Lages

3
397

Não tenho preconceito com música – exceto funk que não considero música. Assim, carece destacar o esforço de produtores locais que programam shows e apostam na bilheteria para pagar a atração e lucrar uns trocados. Entretanto, também carece se cercar dos imprevistos que somente a Lei de Murphy explica. Contar com o aeroporto de Lages para pousos e decolagens noturnas é temerário. E o público que foi assistir Simone e Simaria experimentaram isso da pior forma. Sem conseguir aterrissar em Lages, o avião acabou descendo em Joaçaba. Daí o show que era para a 1 hora da madrugada começou quase às 4 horas. Tipo de ‘imprevisto’ que afasta o público de futuras promoções do gênero. Tem explicação, mas é chato!

simones

Público reclamou do atraso de quase 3 horas do show da dupla. Mais uma vez a prova de que é preciso prever com antecedência problemas como aterrissagem em Lages.

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Certamente, ainda não temos essa “tecnologia” para pousos noturnos, são poucos os países que a dominam;

    Mesmo existindo a tecnologia, é muito difícil fazer uso aqui, a ANAC (que é uma agência mundialmente conhecida) não permite, tudo em nome de nossa segurança;

    É o governo mais uma vez cuidando do povo!

    É como o aeroporto de Correia Pinto, 250 anos de obra, tudo em nome da segurança e bem estar da população;

  2. Considero o Funk, um estilo musical e uma importante manifestação cultural, como o sertanejo também o é, mas cada um possui um viés cultural que lhe agrada, não suporto muito o sertanejo, esta coisa de ficar gritando por homens nas músicas e sertanejos com enchimento em cuecas posando em cima de carros é o mais baixo nível que existe, mas tem quem goste disso.

  3. Mas qual a explicação para que o pouso não tenha ocorrido aqui? Pelo que sei o aeroporto tem totais condições de receber aeronaves no período noturno inclusive em vôos por instrumento, se foi a falta de teto acredito que isso pode ocorrer em qualquer aeroporto regional como o nosso que carece de instrumentos mais precisos consequentemente mais caros para o auxílio a navegação em condições extremas como o Ils que apenas aeroportos de maior porte. possuem, agora se foi uma falha técnica precisa ser revista, fora isso o artista precisa ter mais respeito com seu público, é sabido que podem ocorrer imprevistos com aeroportos, não custa o artista chegar um pouco mais cedo, acredito que umas horas a mais em uma cidade não fazem mal algum.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here