Um registro desolador no bairro Coral

0
339

Geralmente eles dão impressão que escondem ou ficam à vista de nossos olhos, mas parecem invisíveis. São aquelas pessoas que dormem na rua – ao relento – em alguns locais em Lages. Chamados metanóis – porque tomam bebidas alcoólicas para aguentar o repuxo – tais pessoas seguem perambulando na paróquia. A presença de um grupo na entrada do antigo Cine Avenida no Coral me chamou atenção. Faz uma semana que está ali. Conversei com um deles, enquanto os outros dormiam na manhã de domingo, sem se incomodarem com o movimento da missa que era celebrada ali pertinho na Igreja do Rosário.


O QUE ELES DIZEM?

Num primeiro momento a gente tem impressão que eles são de outras cidades. Mas que nada. São daqui, não são delinquentes, mas apenas optam por esse estilo de vida. Converso com o L. B.. Ele tem 52 anos e as marcas da bebida e da vida dura na rua. Diz que morou no bairro Popular. Deixou a família e foi para a rua. Não quer incomodar e nem ser incomodado. Citou os programas sociais da prefeitura, mas passa impressão que viver desse jeito passou a ser uma opção.

metanois

L. de 52 anos com quem conversamos e outros três dormindo na entrada do antigo cinema. Alteramos a foto para não identificá-lo até porque não é por serem moradores de rua que os mesmos não têm direito de proteção à imagem.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here