Riscos a quem reside perto das marginais da BR-282

2
353

Quando se abre processo pedindo desafetação de construções irregulares que margeiam a BR-282 só falta mobilizarem o Papa na defesa dos ocupantes de tais residências. Apontam que não há risco; Que mesmo sendo área irregular o morador já reside faz tempo no local; Que a retirada das famílias (mesmo em se tratando de ocupação irregular) seria injusto… Mas acidentes como esse do domingo à tarde evidencia exatamente a razão da desafetação (desocupação da área) devido ao risco de acidentes.

via282a

O veículo bateu no poste que caiu sobre a garagem. Mas poderia ter caído na casa onde reside a família, podendo causar ferimentos. Considerando ainda que o próprio veículo poderia ter sido projetado contra a casa. Todas essas residências (ao lado do muro do Hospital Seara do Bem) têm processo na Justiça Federal para que deixem o local, visto que se trata de uma área verde invadida…

via282b

Condutor disse à PRF que perdeu o controle do veículo ao mexer no GPS. As circunstâncias não foram mais graves porque ali é uma subida. Mas evidencia o risco para aqueles que residem na margem da rodovia, com a casa praticamente fazendo divisa com a pista de rolamento!

 

 

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não são comente os irregulares, todos constroem “colados” na rodovia; Muitas empresas grandes daqui o fazem, pessoas que tem $$ e instrução, a própria prefeitura permite isso;

    Quanto mais próximo, melhor; Faz parte da cultura Latinista; Acredito que esteticamente fique muito bonito, aquele monte de casas e lojas e oficinas e pqp colados nas estradas; Faltam placas e outdoors pra deixar o lugar bem bonito! Isso atrai o turismo, a “região serrana”, “pequena Europa”, kkkkk, está mais pra ‘pequena Bangladesh”;

  2. Todas aquelas residências deveriam ser demolidas até a esquina da rua Campos Sales, no mínimo (poderia até seguir mais uns 50 metros adiante a demolição) e ali ser construída uma praça moderna, arborizada e bem-equipada, ao lado da via marginal. Poderiam também ter uma placa com homenagem às pessoas responsáveis pela obra das marginais e até mesmo da pavimentação da rodovia, como José Paschoal Baggio, entre outros. Antes disso, a construção da tão esperada passarela e colocação de grades às margens da rodovia, para evitar que crianças que frequentem a praça por ventura acessem o leito da rodovia e corram o risco de acidentes.
    Com certeza o impacto visual seria muito maior para quem chegasse ou passasse por ali, deixando um aspecto agradável de se ver. É uma ideia, não custa sonhar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here