Prefeitura de Lages terá 9 secretarias a menos

Prefeitura de Lages terá 9 secretarias a menos

4 515

Seguem especulações, inclusive por alguns colegas de imprensa, sobre desdobramento das estruturas municipais com o fim de algumas secretarias (e fundações), bem como nomes para ocupá-las. Lages tem 20 secretarias, a chefia de gabinete e duas fundações. São, portanto, 23 estruturas com status de secretaria (e salário equivalente). Dessas, devem sobrar no máximo 14, como tem dito o próprio prefeito eleito.


FUNDAÇÕES

É certo que as fundações perdem o status de secretaria, embora não deixarão de continuar existindo com suas atribuições. Ceron cita, por exemplo, Chapecó, onde o esporte não é secretaria e funciona muito bem. “Papel de fundação é captar recursos. E isso não acontece em Lages”. Ele também defende a Fundação Cultural nos bairros. “Temos que fomentar a cultura a partir das escolas, dos bairros, da comunidade”.


OUTRAS EXTINÇÕES

Deixam de ter status de secretarias, além das duas fundações, as áreas de Habitação, Segurança e Assuntos Comunitários. A Comunicação também volta a ser cargo de Executivo. E tudo isso deverá ocorrer após a reforma administrativa que deve entrar na Câmara dia 06 de fevereiro. Até lá os cargos não serão ocupados.


E OS NOMES?

Tem gente sondando Milton Barão e Paulo Chagas na Comunicação, Gilberto Ronconi na Fundação Cultural, Tio Nanas na área de Esportes. E daí surgem vários outros nomes. Ceron não fala nada a respeito de tais sondagens. Nos bastidores da última entrevista na Rádio Clube FM, ao ser indagado sobre tais nomes, ele apenas argumenta: “Foram importantes na campanha. Nos ajudaram bastante”. Mas sobre confirmação, nada. Em relação à Comunicação Social, única coisa que Ceron disse é que ‘não irá importar um nome’. Ou seja, será um colega ou um técnico aqui da paróquia. Mas isso lá por fevereiro.

ceronrc

Ceron não tem problema de falta de nomes para compor a equipe. Pelo contrário. Nomes não faltam…


MENOS CARGOS

Também não é segredo a arquitetura de Ceron para reduzir cargos comissionados. Pela lei da reforma aprovada na atual administração, a prefeitura passou a ter 431 cargos. Desses, a nova reforma deve cortar a metade. “Mas quero ver se administro com apenas 180 cargos comissionados preenchidos”, citou o próprio prefeito.

4 Comentarios

  1. Edson, quando o Ceron disse que o papel da fundação é captar recursos, ele estava se referindo a fundação Municipal de Esportes, tanto que citou como exemplo Chapecó nos esportes. Infelizmente para alguns e Felizmente para outros, na Fundação Cultural já ocorre ha tempos a captação de recursos, portanto cumprindo a sua função institucional. Por isso não é certo que a fundação Cultural será extinta, principalmente pelo longo trâmite burocrático necessário que a fundação teve de vencer até poder captar recursos. Já a de Esportes deve ser extinta e sua estrutura incorporada a uma secretária. Estranho, quando você diz: “status de secretária”, haja visto que elas nunca tiveram isto, apenas nesta administração a remuneração dos superintendente foram equiparadas a dos secretários.

  2. Até acabar o mandato do Colombo. Aí serão criadas quantas secretarias forem necessárias para abrigar os teteiros profissionais. Conversa fiada……

  3. Edson em relação a nomes, fonte de dentro dessa administração atual, já estão em processo de transição o do Giba na Fundação Cultural que na minha opinião entende bem de festa do pinhão, mais não é só festa a cultura e do Tio Nanas na FME pra mim esse sim um cargo técnico e que entende, mais são dois novos, tem que acabar com esses velhos do esporte!

    • Caro Jair, o Giba já comentou seguidas vezes que sua especialidade é eventos e não a cultura como um todo, portanto ele deve assumir a diretoria de eventos e não a superintendência da Fundação Cultural. Cheque novamente a tua fonte, pois ela esta com informação furada.

Deixe uma resposta