Lages e uma metáfora da Terra do Nunca

0
292

Escrevemos para o Jornal O Momento desta semana:

Era uma vez na Terra (não arrasada) do Nunca um príncipe que depois de travar duras batalhas contra povos discordantes, enfrentando felícios, marcius, hampius e integrantes da tribo dos homi do céu, chegou ao poder. A conquista ocorreu apesar das exigências de senhores não feudais que pediam que na gestão do reino não participassem personagens de temporadas anteriores que haviam dominado aquelas terras. Tais senhores se sentiam castigados por comportamentos pretéritos e se arrepiavam ao lembrarem-se do Você Sabe Quem ali das terras do Harry Potter, aquele personagem que transforma varinhas de madeira em ouro.

Porém, como ensinou Didi, treino é treino e jogo é jogo. E assim, o príncipe, uma versão mais vivida de Peter Pan, começou formar a equipe. Sabia que Malévola, Coringa, Capitão Gancho e o Seu Barriga, teriam certa resistência para atuar no vilarejo. Nada tão difícil quanto foi a formação da aliança com Pinóquio que quase colocou tudo a perder. E como Fiona preferiu ficar no parlamento do reino e o burro de Shrek apenas votou, o jeito foi reescrever a história com ajuda de um ou outro personagem já conhecido. Diante disso, a terra do nunca antes na história recebeu figurantes de enredos anteriores, inclusive Severo Snape e Lord Voldemort também deve se integrar à saga.

Ficamos devendo o final da história do reino da terra de encantos porque o Paulo Coelho local ainda está costurando o roteiro. Nos futuros episódios (cada dia será um) saberemos se viveremos felizes para sempre nesta floresta a ser asfaltada ou se futuras batalhas entre mocinhos e vilões irão nos manter na maldição de um eterno faz de conta. Por falar em fazer contas, o vilão…

Fotomontagem para ilustrar o texto sobre a metáfora paroquiana!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here