Vargem: Vereadores livram prefeito das garras do TCE/SC

1
225

Havia certo suspense sobre o comportamento dos vereadores de Vargem – aqui pertinho de Lages em direção ao Oeste – sobre a votação das contas do prefeito Nelson Gasperin – o Peixe – relativas ao ano de 2012. É que o Tribunal de Contas/SC analisou os dados, recebeu explicações e defesa, mas manteve a recomendação para a rejeição. O assunto foi para a pauta na noite de quinta-feira. Como tinha maioria no legislativo, o prefeito Peixe conseguiu se livrar de uma eventual inelegibilidade decorrente da confirmação do relatório do TCE.


BASTIDORES

Dois vereadores não concordaram com a condução dos trabalhos pelo presidente Edson Mantovani para a votação das contas, abstendo-se da votação. Foram favoráveis à aprovação das contas, contrariando o relatório e recomendação do TCE/SC os vereadores Nelson Bonatto (Major), Eder Nazario, Lindones Chiochetta, Edson Mantovani, Luiz Cordeiro e Dionei Stefanes.


CONTRÁRIOS

Vereador Adriano Padilha votou pelo relatório do TCE/SC reconhecendo a rejeição das contas e, por discordarem da condução dos trabalhos do presidente da Câmara, abstiveram-se de votar os vereadores Francisco Assis da Silva e Fulton Ferreira.

Embora com recomendação de rejeição pelo TCE/SC, o prefeito Nelson Gasperin Júnior conseguiu aprovar suas contas de 2012 na Câmara. Se o legislativo mantivesse a rejeição, prefeito Peixe como é conhecido, ficaria inelegível porque somente os vereadores têm poder de rejeitar as contas. O TCE apenas recomenda a rejeição a partir de dados questionáveis na prestação de contas

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Me digam de adianta o TCE/SC recomendar a reprovação de contas de um Prefeito ? Se o Prefeito tiver maioria de vereadores que lhe apoiem na Câmara, poderá fazer um monte de “cagadas” que nada lhe será imputado. Isso tá totalmente errado e contra o bom senso. Se um órgão criado para fiscalizar as contas de um município não tiver poder para punir a roubalheira ou mau uso do dinheiro, não tem o porquê de existir ! Assim só é mais um cabide de empregos, e que cabide !

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here