BR-116: Interdição causa transtornos

1
495

Quem utiliza a BR-116 para fazer o trajeto entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina vai ter que mudar o caminho. A liberação do tráfego no Km 295 – quase no acesso à localidade de Santo Cristo em Capão Alto – seguia indefinida nas primeiras horas da madrugada desta quinta-feira, 29. A razão é que depois do transbordamento de água na pista – por causa da enxurrada forte da boca da noite da quarta-feira – o pavimento apresentou problemas, recomendando-se a análise na manhã da quinta-feira, para depois se decidir pela liberação de forma parcial ou não.

Esta é uma imagem do transbordamento da BR-116 causado pelo excesso de chuva durante a tarde da quarta-feira. Lá adiante (para você se localizar) é a entrada para a localidade de Santo Cristo, distante poucos quilômetros da divisa de SC com o RS


TRANSTORNOS

Para se ter ideia do que representou a interdição da BR-116 na parte sul (em relação à Lages), os ônibus que faziam o trajeto entre o litoral catarinense e o território gaúcho (utilizando essa rodovia federal), precisaram repensar a programação. Um deles que havia saído de Balneário Camboriú em direção à Serra Gaúcha, ao chegar em Lages, precisou retornar a Florianópolis e seguir viagem pela BR-101, passando por Torres e subindo a chamada Rota do Sol.

Aqui o estrago causado pela forte chuva e que exigirá análise técnica sobre segurança para passagem de veículos devido ao risco da pista estar comprometida


RECOMENDAÇÃO

Você que precisa utilizar o trecho, antes de fazê-lo, mantenha contato com a PRF. Os policiais saberão orientar sobre a condição de passagem na BR-116, assim como as rotas alternativas na ligação entre os dois Estados (SC e RS). Os meios de comunicação de Lages no lado catarinense e de Vacaria, no território gaúcho, também podem ajudar nas orientações.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Teria a opção de entrar na estrada da vigia 11km a frente dobra a direita e sai no Santo Cristo. Estrada de terra trafegavel

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here