Temporada de imprevistos e falta d’água e Lages

Temporada de imprevistos e falta d’água e Lages

3 1147

Um pouco é azar (azar nosso de ficar sem água). Um pouco é fatalidade (porque não há planejamento humano que impeça que uma manobra de máquina detone uma tubulação). Outro pouco é argumento meio exagerado para justificar desabastecimento (aumentou o consumo, as pessoas estão bebendo mais água, eu acho). E de pouco em pouco, a falta d’água em Lages volta aos tempos da administração anterior a de Toni e Elizeu. Se você ligar na Rádio Clube FM, por exemplo, a revolta dos moradores de bairro é geral. Temperatura elevada e a água sumida das torneiras.


COM A CRISE,

ESTAMOS BEBENDO MAIS ÁGUA

“Desde 2007 não era registrado em Lages tão expressivo consumo de água como o registrado neste último final de semana. Esta foi uma das razões de alguns bairros periféricos terem sentido a falta de água. Outro fator que contribuiu para o problema, foi a redução da vazão para cerca de 60% da capacidade total, diante da necessidade urgente de lavar o Decantador II, devido ao acúmulo de lodo no fundo, em razão das fortes chuvas registradas recentemente”.

Informação oficial da Semasa acima sobre o sumiço da água nas torneiras durante o final de semana. Portanto, faz 10 anos que não se consumia tanta água. O lageano, por causa da crise, deixou outras bebidas de lado, e dê-lhe água!


PALAVRAS DO JURA

Secretário da Semasa, o mãe d’água de Ceron, Jurandi Agostini, explica:

“Estamos priorizando o abastecimento na operação do sistema dos bairros atingidos. O problema é que com o alto consumo, o abastecimento precisa de mais tempo para reagir”.



PARA PIORAR A SITUAÇÃO

DA FALTA D’ÁGUA EM LAGES

A KLABIN ‘DÁ UMA MÃO’

Secretário de Comunicação, Paulo Chagas, compartilha informação e esclarecimento sobre o imprevisto que está repercutindo no desabastecimento desta quarta-feira, 18:

‘Por volta da meia-noite desta terça-feira (17), o Centro de Controle de Operações da Semasa, constatou uma brusca queda da vazão de água bruta. A constatação foi de que um trator de esteira da Klabin estava trabalhando próximo ao local e quebrou uma ventosa (válvula usada para retirar o ar da rede) da rede de água bruta. Para fazer a manutenção da válvula, todo o sistema de captação e tratamento ficou totalmente parado da meia noite até às 4 da manhã. Diante da gravidade do problema, a Semasa ficou com o sistema de abastecimento comprometido, que acabou afetando todas as áreas’.

O local onde o maldito trator da Klabin meteu os beiços – segundo a prefeitura – e detonou com parte do abastecimento de água em Lages


SEGUNDO A SEMASA…

Em informação prestada às 9h41min:

‘A prioridade está sendo dada para a área central da cidade para manter o anel de distribuição pressurizado e abastecer as unidades de saúde. Por volta das 5 horas da manhã, o reabastecimento começou com toda a capacidade de tratamento na elevatória principal que abastece a área central e zonas mais baixas, e cerca de 50% já se encontra normalizada. Os pontos mais distantes e elevados irão demorar mais tempo para a recuperação. Estima-se que no decorrer da próxima madrugada, todo o sistema esteja normalizado. Porém, de forma precária, no final da tarde alguns pontos já estarão recebendo água’.


SECRETÁRIO JURA LAMENTA

E CERON PEDE PACIÊNCIA

Ainda segundo as informações vindas do Paço:

‘Secretário da Semasa, Jurandi Agostini, lamenta o ocorrido, de forma totalmente inesperada, com um acidente destas proporções e que culminou no grave problema. O prefeito Antonio Ceron também esteve no Centro de Controle de Operações e tomou conhecimento das causas que geraram o desabastecimento, e observou a competência da equipe na recuperação de todo o sistema. O prefeito também pediu a compreensão e a paciência da população, pois, um grande esforço está sendo feito para que tudo volte ao normal antes do tempo previsto’.

Repórter J. Damasceno fez esse registro do secretário Jurandi com Ceron durante vistoria nesta manhã de quarta na CCO da Semasa


P. S.

J. Damasceno é repórter da Rádio Guri AM, futura Rádio Menina FM de Lages

3 Comentarios

  1. Se é uma área de vital importância, porque esse terreno aonde constava esta válvula não estava cercado, protegido e sinalizado. E como esse trator estava tão perto para fazer este estrago, para mim foi negligência com a população.

Deixe uma resposta