Lages: Maior obra do Estado recebe R$ 26 milhões

Lages: Maior obra do Estado recebe R$ 26 milhões

0 524

Governador Colombo e o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso (em sua primeira agenda na Serra) assinaram o contrato para a execução da segunda etapa das obras de ampliação do Hospital Tereza Ramos. Com investimentos de R$ 26 milhões.


O QUE VEM AGORA?

Nesses R$ 26 milhões estão previstos trabalhos de pintura do prédio, urbanização do pátio, elevadores, transformadores, geradores de energia, tanques de oxigênio, instalações especiais e heliponto.

 

Secretários João Alberto e Caropreso acompanham a assinatura do governador Colombo. À direita o diretor da Secretaria de Saúde, Walter Manfrói


GARANTIA DE COLOMBO

“Até o final do ano queremos estar com o hospital em funcionamento. O cronograma é de 12 meses, mas a empresa assegura terminar em dez meses. Com isso, vamos ampliar os serviços, com uma tecnologia moderna, fazer uma série de atendimentos que hoje não é possível e também dinamizar todo setor de saúde”.

Deputados Gabriel Ribeiro e Carmen Zanotto, presidente da Câmara, Aida Hoffer, prefeito Ceron, diretora Beatriz Montemezzo e secretário João Alberto ouvem a pregação do governador


PARA VOCÊ SABER SOBRE

A AMPLIAÇÃO DO HOSPITAL

Com a ampliação, serão oferecidos serviços de urgência e emergência, centro de diagnóstico por imagem, 120 novos leitos, sendo 30 de UTI, e heliponto para agilizar o transporte aéreo de pacientes. Atualmente, o hospital é referência nos serviços de alta complexidade, como cirurgia bariátrica, gestações de alto risco, infectologia e tratamento de queimados. Para oncologia, há serviços de quimioterapia e radioterapia.

Depois do ato, foi feita uma visita às obras. No registro de Caropreso e Colombo proseando com a deputada Carmen Zanotto, o médico Edson Westarb e os prefeitos João Cidinei (diamarelo) e Tito Freitas, de Anita e Capão Alto

A ampliação do hospital (no espaço do antigo Vermelhão) está ficando assim, como mostra a imagem, especial de primeira!


Imagens:  Jaqueline Noceti/Secom

Sem comentarios

Deixe uma resposta