Aids: Um caso a cada 15 dias em Lages

2
18879

Ao informar sobre o aumento de casos de sífilis congênita em Lages, a Secretaria de Saúde lança outro dado também preocupante. Trata-se do número de casos de Aids registrados na cidade no ano passado. Há certo ‘otimismo’ porque são 5 casos a menos que aqueles registrados em 2015, quando se contabilizou 29 registros. Ano passado foram 24 casos de Aids, ou seja, um a cada 15 dias diagnosticado e encaminhado para tratamento na rede pública de saúde.


SOBRE A SÍFILIS CONGÊNITA

Em 2016 foram identificados 65 novos casos de bebês que contraíram a doença da mãe durante a gravidez. São 42 casos a mais do que o registrado no ano anterior, em 2015. De acordo com a gerente da Vigilância Epidemiológica, Sumaya Furtado Pucci, o teste para identificar a doença é feito durante o pré-natal e em caso positivo, a mãe deve iniciar o tratamento durante a gestação para prevenir problemas como aborto espontâneo, prematuridade ou baixo peso ao nascimento. A sífilis congênita ocorre quando a bactéria passa da mãe para o bebê através da placenta, porém tem cura. Em caso de transmissão, o tratamento do bebê deve ser iniciado o mais rápido possível após o nascimento para evitar complicações graves, como surdez ou cegueira, que, mesmo após a cura da doença, não possam ser revertidas.

Segundo Sumaya Pucci, o teste para diagnosticar a doença pode ser feito em qualquer uma das unidades de saúde do município ou na Vigilância Epidemiológica e é de graça


Foto e informações: Keltryn Wendland

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O HIV é o vírus que invade as células do sistema imunológico. Já a AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – “SIDA”) é o quadro de enfermidades ocasionadas pela perda das células de defesa em decorrência da infecção pelo vírus. Acho necessário fazer esta distinção.

  2. Ivan, parabéns pela dica……a maioria das pessoas não sabem e não tem a mínima informação da diferenciação de quando a pessoa é diagnosticada como soropositivo ( ou seja ter HIV ) O que não quer dizer que a pessoa tenha AIDS. Os dados acima são de pessoas diagnosticadas como soropositivos, não que contenham a AIDS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here