Para onde foi o primeiro salário de Ceron

3
2329

Naquele regramento tácito da filantropia, o que a mão direita dá a esquerda não precisa saber. Entretanto, como se trata de um recurso de origem emblemática, resultante de uma promessa de campanha, há aqueles que duvidavam que houvesse a prática da doação do salário do prefeito Ceron para ações sociais. Houve a doação e agora a prestação de contas da destinação dos recursos repassados.

Este é o relato abreviado das aquisições feitas com o dinheiro doado pelo prefeito ao programa Lages 100 Fome

Aqui um pouco daquilo adquirido a partir dos recursos doados para atender associações de moradores e comunidade

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Pelo tanto de Marketing feito o ” doador ” fez um excelente investimento…

    Mateus 6

    1 Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.
    2 Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
    3 Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;
    4 Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.
    5 E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
    6 Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.
    7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.
    8 Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.
    9 Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
    10 Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
    11 O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
    12 E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
    13 E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.
    14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
    15 Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.
    16 E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
    17 Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto,
    18 Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.
    19 Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
    20 Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
    21 Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.
    22 A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;
    23 Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!
    24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.
    25 Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?
    26 Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?
    27 E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?
    28 E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;
    29 E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.
    30 Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
    31 Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
    32 Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;
    33 Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
    34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

  2. Prezado Rui:

    Estou aqui em nome do Centro Social Lupércio de Oliveira Koeche, afinal de contas sou o advogado da Instituição e do (não governamental) Programa Lages 100 Fome.

    Primeiramente, a prestação de contas que está aí publicada já foi prestada ao doador (sem aspas mesmo, porque foi doação nos termos legais), e os atos de publicação que ora se fazem, o são em razão da necessidade que o próprio Código Civil estabelece quanto à prestação de doação civil com encargos. Mas é claro prezado Rui que o principal motivo não é o legal, mas sim os deveres de honestidade, imparcialidade e ética, bem como para afirmar a credibilidade, ou não, de uma instituição da sociedade civil, que recebeu valores de pessoa física, e a deve explicações do que fez com seu dinheiro.

    Tenha certeza que o doador civil não pediu em nenhum momento a exposição de seu nome, não fez isso como “marketing” (aqui eu coloquei as aspas), e a responsabilidade de toda a divulgação que ocorre se dá em nome do Centro Social Lupércio de Oliveira Koeche, seja do início com o ato de assinatura, seja da distribuição e agora com a conclusão do ato através da prestação de contas.

    Mais, isso se faz necessário porque quem destinou os bens adquiridos foi a instituição Centro Social Lupércio de Oliveira Koeche, é a ela que recai a obrigação de bem prestar contas, porque o trabalho que é realizado desde 1971, de forma totalmente voluntária, só tem e terá continuidade com a ação de pessoas físicas e jurídicas, privadas e públicas.

    Existem muitas pessoas ajudando Rui, muitas mesmo, todas de forma totalmente voluntária e solidária, inclusive, em nome da instituição, lhe fazemos o convite para somar esforços, e tenha a certeza que todas atuam no anonimato.

    O presente ato, e sua divulgação, ocorrem como forma de incentivar mais e mais pessoas a nos ajudar, afinal de contas você sabe mais do que todos, porque tem conhecimento e informação suficiente, que a nossa cidade tem dificuldade de crescimento financeiro e distribuição de renda, somos a cidade com o maior volume de pessoas e de recebimento financeiro do Bolsa-Família (e o forte indicativo é que não somos a maior cidade em população), somos a cidade com enorme dificuldade de geração de empregos novos e manutenção dos existentes, temos uma diferença de renda per capita com relação a outros pontos do Estado, e a realidade social de nossa cidade, para quem anda e conhece os bairros, é de exigência de ações que possam refletir resultados, e o resultado mais primordial que possa acontecer Rui, é a necessidade de se alimentar.

    Sabendo de sua intelectualidade Rui, inclusive a política, (agora falo em meu nome) passo a admirar (às vezes até surpreso) alguns comentários, porque você, adepto das razões filosóficas sociais (você sabe do que falo), é quem deveria vangloriar todas as ações que tenham por mérito reduzir as desigualdades sociais e regionais, que possam promover o bem de todos sem distinção de sexo, raça, cor, idade ou outra forma discriminativa, enfim, que possamos de forma objetiva e sem rodeios, fazer com que as ações governamentais ou da sociedade cheguem nas mãos de quem REALMENTE precisa. E falo isso, como sendo alguém que vivenciou uma vida política muito próxima daqueles a quem chamamos de “direta”, mas que sabe respeitar as ações de alguns ex-presidentes(a) que souberam com ações reais fazer com as ações chegassem, de fato, na mesa, na casa, na vida, na educação, de quem mais precisa. Como você já deve ter percebido jamais teci qualquer comentário desrespeitoso a governantes que hoje são execrados em praça pública, que, na minha visão, tiveram um dos mais importantes papéis quando o assunto é redução de desigualdade social. Portanto, para mim, qualquer pessoa que venha a colocar em prática os objetivos constitucionais republicanos, seja por ato governamental ou social, terá o meu respeito sempre.

    No entanto, hoje, o que estou vendo é muita gente de “direita” agir com os preceitos de gente de “esquerda” e ser criticado por gente de “esquerda” simplesmente por ser gente de “direita” fazendo o que os de “esquerda” falam que iriam fazer e muito pouca gente de “esquerda” faz o que fala.

    Assim, retorno ao início, para dizer que o ato do doador (independente de que lado isso representa e de quem ele é), é para nós, do Centro Social e do Lages 100 Fome, algo que representou muito, representou 10 toneladas de ajuda na vida de muita gente.

    Quanto à “Mateus 6”, te convido a se juntar ao grupo de voluntários e agir em nome do versículo (v.) 4, mas saiba que nem todos tem o v.12 em suas vidas, por isso nossa obrigação de ajudar ao próximo sempre com o v.14 e 15 como nosso olhar ao outro, se pudermos abrir um pouquinho só daquilo que está no v.19 é que seremos vistos na forma do v.21, e que essas nossas atitudes refletirão bem aquilo que podemos ser conforme v. 22 e 23, tudo em nome do v.33.

    Já ao Paulo, não sei se você tem o poder de julgar com as palavras que as usa, por isso também vale o que está no v. 33 e 34.

    Abraços a todos, e mais uma vez obrigado Edson, por disponibilizar as informações.

    E se alguém tiver interesse na prestação de contas detalhada, o endereço é na Rua Presidente Kennedy, 787, no Bairro Copacabana.

    • Caro Jackson… com todo o respeito que você merece… só quero lembrar que por mais de 4 anos (muitas toneladas de alimentos) destinei (como recomenda Mateus) ao Lages 100 Fome; enquanto eu atuava no CONSAD da Serra Catarinense… E o Lages 100 Fome M
      NUNCA agradeceu nem como um muito obrigado a generosidade… Portanto recolha este chapéu.. ele não foi feito para mim… Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here