Lages: Dois mortos por atropelamento em 15 dias

7
23836

Polícia Militar fez os levantamentos e encaminhará relatório no atendimento do acidente ocorrido às 14h31min deste domingo na Avenida D. Pedro II – cruzamento com a Rua Frei Gabriel – Acesso à Uniplac. Um veículo Honda Civic com placas de Lages acabou atropelando o jovem Luiz Eduardo Rodrigues Fernandes. Ele tinha apenas 18 anos, chegou a ser socorrido por uma equipe médica do SAMU, mas não resistiu aos ferimentos. Teria vindo a óbito antes mesmo de chegar à emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres.

Policiais militares no atendimento do atropelamento que resultou em ferimentos graves no jovem ciclista. Luiz Eduardo ainda estava com vida quando foi socorrido nesse local na Avenida D. Pedro II, mas não resistiu aos ferimentos

Pego do Notícia no Ato que traz a informação em detalhes da ocorrência, essa imagem do veículo Honda Civic envolvido no atropelamento. Observe ao fundo o cruzamento da D. Pedro II com a Rua Frei Gabriel. As circunstâncias e responsabilidades do acidente caberá somente ao relatório circunstanciado da Polícia Militar e/ou algum levantamento pericial a partir das informações de testemunhas.


Imagens: Rede Social e Jatir Fernandes



EM 15 DIAS SÃO DUAS MORTES

POR ATROPELAMENTO EM LAGES

Na madrugada do dia 4 de fevereiro outro atropelamento com óbito foi registrado em Lages. Dessa feita a coligação contra pedestre ocorreu na Avenida Presidente Vargas.

O local do outro atropelamento seguido de morte registrado em Lages neste mês de fevereiro

COMPARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. O veículo avançou sobre a ciclovia existente na avenida e atropelou o jovem ? Dia desses, na mesma avenida, um ciclista pedalava sobra a faixa de veículos num momento de bastante trânsito. Parando na sinaleira, alertei-o sobre a existência de uma ciclovia. Ele, debochadamente me respondeu: “valeu, obrigado” e seguiu pedalando sobra a faixa de veículos. Se o motorista resolver andar na ciclovia provavelmente será punida na forma de lei. E os ciclistas que insistem em andar na faixa de rolamento dos veículos ?

    • Entendo a sua colocacao referente as ciclovias, sou ciclista e posso te confirmar que andar na ciclovias da nossa cidade e um descaso com quem pratica essa modalidade,alem de serem poucas ciclovias , elas nao tem sinalizacao direito como um exemplo a do carah,elas nao tem manutencao ,conta com buracos e telas de boeiros ,as travessias sao desuniforme como exemplo a ciclovia da dom pedro , creio que uma maneira de resolver tudo isso e o respeito de ambas as partes , e o motorista ao observa o ciclista respeitar a distancia entre veiculo e bicicleta assim iremos proporcionar um transito saudavel e sem riscos de acidentes

  2. Caro Vladimir Leskow… Não querendo atribuir responsabilidades (até mesmo porque isso é de competência da PM), mas tive o azar de presenciar o acidente, e à primeira vista tanto o ciclista quanto à moça do carro vacilaram. O rapaz tentou atravessar a avenida com o sinal ainda aberto pros carros, e a menina acelerou demais, provavelmente pra ainda pegar o sinal aberto. Se tivesse a 60 Km/h conseguiria parar sem problema. Mas deveria estar a uns 80 ou 90, aparentemente. Mas foi só uma percepção de quem assistiu tudo em frações de segundo… Creio que a PM deva recolher os dados do radar do sinal, pra esclarecer bem o que ocorreu. Mas, independente disso, cada caso é um caso. No que você citou, o ciclista tava errado, em outros os motoristas, ou os pedestres, ou todos. Não vamos generalizar jamais, amigo. Isso não é guerra nem competição pra ver quem está certo. Isso é a vida!

    • Aparentemente veículo estava só a 45 km/h. Mesmo com essa velocidade, distância total de parada (reação + frenagem) é muito maior do que a extensão de um cruzamento. Se alguém fura o sinal de forma inopinada e repentina (parece que foi esse o caso do ciclista), é impossível não colidir, seja a 40 ou 60 km/h.

  3. Sou da opinião que ninguém provoca um acidente que vai lhe trazer grandes prejuízos, de forma consciente. Mesmo que as justificativas de quem provocou o acidente não sejam muito convincentes, sempre é bom aguardar a apuração de tudo… Assim como não se deve aceitar a impunidade, não se deve julgar e punir injustamente.

  4. A ciclovia da d. Pedro é muito ruim. A pessoa que planejou deveria ter feito com asfalto ou outro material. Acredito que é por isto que os ciclistas andam na rua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here