Onde construir a futura Prefeitura de Lages?

8
3622

Em mais de uma oportunidade o prefeito Ceron tem dito que pretende buscar uma PPP – Parceria Público Privada – para construir um novo Centro Administrativo. Não tem dúvida que essa providência se paga, com o barateamento e até eliminação de gastos com locação de imóveis que atualmente abrigam estruturas municipais. A conta aponta um gasto superior a R$ 300 mil mensais apenas com locação. Um valor desses poderia se destinar a custear mensalmente um novo Centro Administrativo e, no final, a estrutura fica de graça para a municipalidade.


MAS A QUESTÃO É ONDE

FAZER A NOVA PREFEITURA

No princípio, a ideia aventada, inclusive durante a campanha eleitoral, era de fazer a nova prefeitura num pedaço da área do Jockey Clube de Lages. Mas nas primeiras prosas do ano o discurso do Gringo é outro. Propósito seria o espaço ao lado da rodoviária, onde se tentou vender no ano passado sem êxito.

Ideia é a construção do futuro Centro Administrativo a partir desse cruzamento (D. Pedro e Avenida Brasil) ao lado da atual rodoviária de Lages


HÁ UMA OPINIÃO PERTINENTE

SOBRE ESSA LOCALIZAÇÃO

Adailton Camargo, que considero um dos mais atentos visualizadores da paróquia, de forma macro, considerando contextos do tráfego e mobilidade e que já atuou na Diretram, como especialista na área de trânsito opina:

“Não poderia deixar de dar a minha opinião sobre o assunto. Começo listando os polos geradores de tráfego das imediações: Uniplac, Rodoviária, Cedup, Sesc, Senac, Bombeiros, PM, Presídio, Nevatur, Manfredi, futura UPA, Supermercados Alvorada, Maxxi Atacado, escola Belisário Ramos. Estas condições não favorecem a construção de um Centro administrativo Municipal onde centenas de veículos circulam diariamente. O cruzamento das Avenidas Dom Pedro II e Brasil é um belo exemplo de que teremos um verdadeiro caos no trânsito, ainda mais se existir o binário entre a Rua Frei Gabriel e a Caetano Vieira da Costa”.


EMBASADO EM ESTUDO

“Em 2015, realizamos uma contagem volumétrica de veículos por uma semana, iniciando às 5 horas da manhã, seguindo os horários de pico e encerrando às 19 horas da noite, momento em que as universidades já receberam os alunos para o horário de aula. A intenção desta contagem foi para a construção de uma rotatória no local (o que já não é mais viável). Para resumir, o volume de veículos trafegando na Avenida Dom Pedro II, da Avenida Primeiro de Maio até a Avenida Brasil quase fechavam o fluxo de veículos entre um semáforo e outro”.


AS INDAGAÇÕES

Então lhes pergunto: Com a instalação do Centro Administrativo Municipal ao lado da Rodoviária, como ficaria a situação do fluxo de ônibus do terminal rodoviário? Como ficaria a situação dos ônibus de transporte de alunos de outras cidades, que se deslocam diariamente para a Uniplac? Como ficaria a situação da UPA, que precisa de trânsito livre para a chegada de pacientes em ambulâncias e em veículos particulares? Por onde os funcionários da Prefeitura fariam o acesso ao estacionamento e por onde sairiam com seus veículos particulares e viaturas municipais, visto que terreno é de esquina?


POR FIM ADAILTON APONTA

“Ora amigos, cidades que já possuem seus Centros Administrativos, como Criciúma por exemplo, construíram seus imóveis pensando no futuro, com amplos estacionamentos, com espaço destinado à construção de imóveis da Justiça Estadual e Federal, dentre outros. Não podemos construir um imóvel tão importante em espaço que ficará saturado em poucos meses. Por que não aproveitar a marginal da BR-282 e construir a Prefeitura voltada para a rodovia? Desapropriando o terreno da Epagri e ali sim, podendo ampliar horizontes! Deixo a reflexão”.

O CTB prevê que se faça estudo antes de implantar qualquer estrutura que imponha aumento de tráfego e trânsito. Puxando isso para a paróquia, pensemos como seria a colocação de um shopping numa área menos afastada que essa onde foi levantado o Lages Garden Shopping. Por certo o trânsito seria complicado!

COMPARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Todo lugar a ser construído o centro administrativo tem seus
    prós e contras….o que precisamos é construir.
    Então o que dizer da loja do Zaffari na Rua Humberto de Campos…
    Dia de jogo do Leão baio…fecha a loja?
    Tem um depósito de uma grande loja nesta Rua que o MP quer
    fechar…entaum….rsrsrsr….

  2. Tem que pensar sim na logística. O trânsito é sim um fator importante na viabilidade de certas tomadas de decisão. Um exemplo é o entorno do pronto socorro, ali o trânsito é muito complicado. Já tinha: delegacia, pronto socorro, vigilância epidemiológica, policlínica, supermercado, consultórios, emplacamentos, etc. Aí resolveram colocar ainda a farmácia básica, cartão do SUS e Secretaria de Emprego e Renda. Tudo bem pertinho, olha que legal….

  3. 300 mil reais mensais de economia!Tem que construir sim.O terreno ao lado da rodoviaria está otimo e é da prefeitura!Existem vias alternativas para se chegar a UPA,a roviaria,etc

  4. Inteligente a idéia de utilizar este terreno para esta finalidade. Um centro administrativo, com um projeto correto, centralização de atendimentos, posto bancário, estacionamento subterrâneo, arquitetura moderna e eficiente (pensando na utilização de luz natural) é o que a cidade precisa e merece. Quanto às ponderações contrárias, principalmente em se tratando do trânsito, convém lembrar aos “estudiosos” do caso, que o tráfego de alunos da UNIPLAC é maior no horário pós 18:30; existem sistemas inteligentes de sinalização com a utilização de semáforos “direita livre” que em Lages não são usados por erros de engenharia nas construções de calçadas e recuos de estacionamento lateral.

  5. Acho que antes de opinar pelo futuro do trânsito em Lages, deveriam tentar mudar o caos que transformaram a Duque de Caxias, e a Humberto de Campos. O elefante branco dá 282 nem se fala, até a Luiz de Camões não serve para nada, esquecem que Lages é ui na cidade do interior, cada vez menor, e querem por retornos muito distantes afunilando o trânsito.
    Antes dessas mudanças atravessar a cidade era muito rápido, agora ficou muito estressante.
    Espero que alguém além de planejar, não do se baseie em Estatísticas, mas de uma volta de carro pela cidade.
    Ufa desabafei!
    Estou a disposição.
    Luis Carlos Ferreira.
    Email.
    lcfrreira@yahoo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here