Asilo Vicentino: 100 anos e precisando de ajuda

0
969

Uma interna do Asilo Vicentino tem 107 anos de idade. Encontrei-a comendo canjica com leite num dos dois refeitórios femininos ali existentes. Ela tinha 7 anos quando o Asilo Vicentino foi criado lá em 1917. No ano que completa seu centenário – e poucos instituições em Lages atuam há tanto tempo – ideia da diretoria é fazer com que a sociedade tenha cada vez mais conhecimento sobre o trabalho ali desenvolvido. George De Bona, presidente do Asilo desde agosto do ano passado, faz questão de compartilhar informações e desafios. “Sinto-me gratificado por poder ajudar nesse trabalho”, aponta o empresário que sempre arruma um tempinho para receber aqueles que querem conhecer o trabalho e, na medida do possível, ajudar.


PROGRAMAÇÃO DO CENTENÁRIO

Nos próximos dias acontecem reuniões para definir uma programação especial do centenário do Asilo Vicentino que culmina com a festa. Essa festa é importante porque é da rifa e da venda dos churrascos que se consegue boa parte dos recursos para ajudar manter a instituição. “É importante comemorarmos para mostrar à comunidade o trabalho até porque poucas instituições chegam ao centenário”, confirma Zilda Furlan Figueiredo, ela que é a Diretora do Asilo.


OITENTA E UM INTERNOS

Atualmente o Asilo Vicentino conta com 81 hóspedes. São 49 mulheres e 32 homens. Quando visitamos a estrutura, um senhor estava chegando para se integrar ao grupo. A estrutura é mantida da contribuição dos próprios idosos (através da aposentadoria), além de convênios e doações da comunidade, inclusive através da festa. “Além da contribuição do benefício de aposentadoria deles, todo mês são necessários mais R$ 20 mil para manter toda estrutura. E temos que sempre dar um jeito de resolver isso”, aponta o presidente George De Bona.


ADEQUAÇÃO AO MARCO

Nesta semana o Asilo Vicentino entrega documentação à Prefeitura de Lages. Não está livre daquilo que prevê o novo Marco Regulatório, mas tem algumas vantagens pelo caráter emergencial em função do trabalho que desenvolve. “É o burocrático e temos que nos adequar”, confirma a diretora Zilda Furlan.


ESSAS AJUDAS QUE SEMPRE

CHEGAM EM BOA HORA

Presidente George De Bona havia feito contato para pedir a divulgação da conta bancária do Asilo para que as pessoas ajudassem a comprar dois aparelhos de TV de 32 polegadas cada. Intenção é colocar os aparelhos nos refeitórios femininos (o masculino já tem). Assim, enquanto se alimentam, as idosas podem assistir televisão. Ao passar os olhos sobre o pedido aqui na página, de imediato secretário Celso Calcagnotto fez contato conosco de Floripa. Pediu que providenciasse um dos aparelhos. Um dos refeitórios femininos já tem TV. Falta apenas aparelho para o outro refeitório. Assim, quem quiser e puder ajudar, pode depositar direto na conta do Asilo ou levar a doação pessoalmente, entregando à diretora Zilda ou ao presidente George. Qualquer valor é sempre bem vindo!

A gente sabe que se tem uma coisa que Celso Calganotto não faz é tentar aparecer. Mas a gente registra a providência da doação de um aparelho de TV ao Asilo até para servir de exemplo para que outros também o façam. Faz uma diferença enorme para a clientela que está lá na instituição!


CONTA DO ASILO

Se você quiser fazer doação para a compra de um segundo aparelho, o banco é o Sicredi, agência 0268 e conta 34504-0.



IMAGENS DO ASILO VICENTINO

George De Bona e a diretora Zilda Furlan com o aparelho de TV para alegrar um pouco as idosas internas do Asilo

Aqui a ala masculina dos idosos recebendo refeição. Eles são em 32 ao todo!

Aqui é o refeitório das idosas (na canjica com leite de cardápio) onde ficará um dos aparelhos de TV



UM PEDIDO PARA A UNIFIQUE

Se alguém puder fazer um meio campo. A TV do refeitório masculino funciona com ajuda de uma antena interna. A operadora de TV por Assinatura em Lages – Unifique – bem que poderia doar uma assinatura daquelas bem básicas (RBSTV, SBT SC, Band SC, Record…) para dar mais qualidade à imagem nos aparelhos que os idosos assistem e assistirão no Asilo.

Atualmente a imagem é satisfatória da TV. Mas a antena interna ainda depende da ajuda do bom bombril para garantir a imagem!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here