Colombo bate martelo: ‘Central do Samu fica em Lages’

0
4608

Houve um estudo de redução de gastos. Houve um encaminhamento pela redução de centrais de regulação do Samu. Esse encaminhamento incluía Lages que passaria a ter gestão e gerenciamento por Chapecó. Informação inicial inclusive veio do Oeste do Estado, confirmado por pelo menos três profissionais que atuam no Samu em Lages. Logo, a questão não se tratou de uma invenção e nem sensacionalismo, mas de uma preocupação noticiada na Rádio Clube FM 98,3 na manhã de quarta-feira.


E…

Não só por causa da repercussão (porque quem conhece o governador Colombo sabe que ele não decide as coisas por causa de repercussão ou pressão), mas também por isso, veio a nota da ADR de Lages;

O governador Raimundo Colombo garantiu no fim da tarde desta quarta-feira, dia 15, a permanência da Central de Regulação do Samu em Lages. O Governo do Estado deve reduzir a quantidade de Centrais em Santa Catarina a fim de promover a redução de gastos. A transferência de Lages para Chapecó chegou a ser estudada, mas a hipótese foi totalmente descartada pelo governador durante conversa por telefone com o secretário executivo da ADR, João Alberto Duarte que confirmou: “O governador determinou que a Central de Regulação do Samu na Serra Catarinense continuará em Lages. A decisão é definitiva, e não há nenhum risco de mudanças”.


OU SEJA

Houve estudo e decisão de redução. Por interferência do governador Colombo, Lages fica de fora de perder essa estrutura. Porém, pelo que diz a nota, outras regiões do Estado devem ter corte nas centrais de regulação do Samu.


JOÃO ALBERTO NA CLUBE FM

No deslocamento para Anita Garibaldi o secretário João Alberto participou da Hora da Corneta (Clube FM) direto de Cerro Negro. Confirmou o que diz a nota acima de que a central de regulação está mantida em Lages. Chegou a dizer que a hipótese de Lages perder a estrutura nunca fora aventada. Obrigamos-nos a indagá-lo se médicos e outros profissionais que nos passaram a informação estavam mentindo. Diplomática e educadamente o secretário argumentou que pode ter ocorrido um ruído de informação, mas que o mais importante é que Lages não perde a central.

Imagem é de arquivo, mas João Alberto dialogou por telefone nesta quarta-feira com o governador Colombo, quando houve o bater de martelo de que Lages não ficaria sem a central de regulação.


IMPORTANTE DIZER QUE…

A notícia sobre o risco da Serra Catarinense ficar sem a central de regulação em Lages noticiada na Clube FM 98,3 em cima de fontes de Chapecó e Lages não objetivou ‘desgastar o governo’. Até porque o governador Colombo não está nem aí com eventual desgaste de varejo. Ideia foi mobilizar entidades e instituições da cidade, caso isso viesse acontecer, pela perda que representaria. Graças a Deus e a decisão do Governo do Estado, continuamos contando com a retaguarda do Samu a partir de uma central em Lages.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here