Aposentadoria: A unanimidade contra a reforma

0
1292

A reforma da previdência vem despertando maior interesse à medida que as pessoas se dão conta do que as alterações que estão na mesa representam na vida de todos. Observe o caso dos professores da rede municipal de ensino de Lages. Atualmente um professor, depois de toda aquela vida dedicada em sala de aula, conquistando vantagens, atualizações salariais e ganhos, aposentam-se com valores variados. Tudo conquista, absolutamente merecida.


EXEMPLO

Há professor se aposentando com R$ 8 mil, R$ 10 mil e até um ou outro que passou a receber aposentadoria superior a R$ 13 mil. Com a reforma proposta, isso acaba. Haverá um teto. Ninguém se aposentará com valor superior ao teto a ser fixado (talvez R$ 5 mil ou R$ 7 mil). Por isso, inclusive, dirigentes do Simproel se uniram ao ato de protesto contra a reforma realizado em Floripa. A presidente do Simproel, Elaine Moraes, exaltou a união em favor dos trabalhadores. “Não podemos ficar de braços cruzados enquanto o governo tira os direitos conquistados ao longo das últimas décadas. Estaremos presentes em todas as manifestações contra essa medida arbitrária e antidemocrática”, diz Elaine.

Representantes do Simproel no protesto contra a reforma realizado em Floripa


PROTESTO EM LAGES

No Calçadão e em alguns órgãos públicos também houve adesão contra a perversidade que representa a reforma previdenciária. As mudanças atingem trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos.

Servidores do INSS protestaram em Lages por causa da previsão de mudanças nas regras de aposentadorias



POSIÇÃO DE CORUJA:

“A REFORMA É A MÃE DAS INJUSTIÇAS”

“O Brasil é um país injusto e essa  proposta de reforma da Previdência se apresenta como a mãe das injustiças”. Disse o deputado Fernando Coruja sobre a Reforma da Previdência, dizendo que o assunto está sendo tratado como um problema financeiro quando deveria ser um debate ideológico.  Ele disse que quando se analisa apenas os números, contabilizando as contribuições patronais e o que se paga aos aposentados,  a Previdência mostra-se deficitária. Ele emenda:

“Porém, quando você lê a Constituição e vê que foram criadas várias contribuições que deveriam ser destinadas à Previdência, mas que são desviadas para outras áreas, constatamos que a realidade é outra”.


PROPOSTA DRACONIANA

Taxando essa proposta de reforma de “draconiana” Coruja disse que é uma loucura mudar as regras drasticamente, cobrando dos trabalhadores atuais a responsabilidade de garantir a aposentadoria de quem já está aposentado e também de quem está ingressando no mercado de trabalho:

“Quem é o arauto que vai me dizer o que vai ocorrer em 10 anos, para antecipar  mudanças que podem ser implantadas ao longo do tempo e não dessa forma imediata?”


LOUCURA E SEM LÓGICA, DIZ CORUJA

“Obter uma aposentadoria integral aos 65 anos torna-se impossível. O trabalhador só conseguiria se começasse a trabalhar aos 16 anos e mantivesse de forma contínua um emprego formal pelos 49 anos seguintes, sem deixar de contribuir um único mês. Quem vai conseguir? Ninguém”, afirma Coruja dizendo que isso é loucura, não tem nenhuma lógica e que acredita que essa proposta não será aprovada no Congresso.

Parlamentar lageano se manifestou na Alesc sobre a proposta de emenda que altera a aposentadoria de todos os brasileiros

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here