Lages: Neste sábado tem ‘Mutirão da Paternidade’

0
660

Numa iniciativa do Instituto Paternidade Responsável e Vara da Família da Comarca de Lages – comandada pelo juiz Alenxadre Takashima, todas as mães que tem filhos que não são reconhecidos pelo pai – não tem o nome dele no registro de nascimento – podem participar de um mutirão neste sábado. Na oportunidade, as mães devem indicar o suposto pai. Crianças que não tem o pai se necessitarem de apoio psicológico serão atendidas.


LOCAL E HORÁRIO

Para isso, as partes interessadas devem se dirigir ao Salão do Júri do Fórum Nereu Ramos neste sábado entre 9h e 16h. “Indicar o nome do suposto pai é muito importante. Assim como endereço e se possível telefone para entrarmos em contato”, falou a Conciliadora Rita Lang. Psicólogos e assistentes sociais estarão dando suporte durante o atendimento. Nesse dia, será encaminhado as declaratórias referentes ao mês de dezembro e janeiro, e atendimento de novos casos.

Equipe do Paternidade Responsável passarão o sábado trabalhando no Mutirão em parceria com o Judiciário


LEI PREVÊ QUE MÃE PODE

INDICAR SUPOSTO PAI

Toda mãe pode registrar seu filho, caso o pai não queira reconhecer a paternidade. A lei garante que a mãe poderá indicar o suposto pai da criança. Foi escolhido o sábado para fazer a ação, pois facilita a participação assídua das mães, pelo fato de muitas trabalharem durante a semana.

Juiz Alenxadre Takashima titular da Vara da Família de Lages acompanha o mutirão, apoiando essa cruzada do Instituto Paternidade Responsável para garantir um direito básico às crianças que é de ter o nome do pai na certidão de nascimento.


Informações: Jornalista Marciano Corrêa

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here