Mutirão da Paternidade encaminha 17 novos casos

0
521

Um menino de 8 anos passará a levar também o sobrenome Thives. Isso foi possível graças à parceria do Instituto Paternidade Responsável e Vara da Família da Comarca de Lages, promoveram o primeiro mutirão de reconhecimento de paternidade, realizado no Fórum Nereu Ramos. “Estamos satisfeitos com o resultado”, diz a presidente do Instituto, Rita Medeiros.

Ao todo, 30 casos foram dados andamento e 17 novos casos passaram pela triagem, das equipes compostas para dar celeridade às situações.

Para a conciliadora Rita Lang (direita na imagem) o sucesso se deu pela participação dos funcionários, conciliadores e voluntários que formaram a equipe.


SENHORA DE 40 ANOS

Além do caso do menino de 8 anos que o pai fez o reconhecimento espontâneo, outros encaminhamentos foram feitos e deixou as crianças felizes. Um caso fora do comum que apareceu foi o reconhecimento de uma senhora de 40 anos, que quer o nome do pai no seu registro de nascimento. Agora, os casos são encaminhados à Vara da Família que homologa o pedido e assim o cartório poderá expedir o documento.

Esta é a equipe que trocou o descanso do sábado pelo Mutirão do Paternidade Responsável realizado no Salão do Júri da Comarca de Lages


Informações e imagens: Jornalista Marciano Corrêa

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here