Taxa de lixo: Polêmica e debate em Otacílio Costa

6
5793

Escrevemos no Correio Otaciliense desta semana:

Assunto da semana nas redes sociais é o valor da taxa de lixo que chega às residências e empresas otacilienses. São duas as razões para a gritaria: A atualização de valores e o fato do boleto de pagamento vir separado do IPTU. Em relação à atualização, isso ocorreu porque desde 2004 não havia alteração de preços, conforme explica o prefeito Tio Ligas. Ele aponta que aquilo que era arrecadado bancava 30% dos custos da coleta e destinação. “E a coleta é um serviço cuja taxa tem que bancar o mesmo”.

O prefeito esclarece que houve aprovação da atualização ano passado na Câmara, respeitando o princípio da anuidade. A separação da cobrança do IPTU ocorre seguindo o exemplo de outros municípios, reduzindo a inadimplência. Lages, por exemplo, adotou a separação das cobranças, com a taxa de lixo sendo lançada junto com a conta da água. “Enquanto não firmarmos convênio com a Casan, foram emitidos carnês separados: Taxa de lixo e IPTU”.


VALORES PRATICADOS

Em relação aos valores praticados, o prefeito aponta que esses foram calculados exatamente para bancar o custo do serviço. “Não se arrecadará um centavo a mais para o município. Estamos apenas arrecadando para remunerar o serviço prestado”. Num comparativo com Lages, por exemplo, a coleta em Otacílio está um pouquinho mais em conta. Lages cobra R$ 165,00 ao ano, enquanto aqui o valor é de R$ 150,00. Comércio e indústria pagam em Otacílio R$ 450,00 e R$ 480,00 em Lages. Em ambos os municípios há opção de pagar em cota única ou em até nove vezes. “Observe que são R$ 12,50 por mês da coleta residencial. Estamos falando de 40 centavos por dia para coletar e dar destinação ao lixo. Não estamos fora da realidade praticada. Até não entendi porque deu polêmica e questionamento”, relata Tio Ligas.

COMPARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. O problema é que o povo não se dá conta de que é uma taxa anual, você paga uma taxa pra recolherem se lixo durante o ano todo, sendo que também há pessoas que dependem do lixo para sobreviver

  2. O pessoal que “depende” do lixo , já tem salário fixo ninguém trabalha de graça.. se for parar pra pensar esse valor absurdo que será cobrado sem o aceite do povo, vai pra dívida que o “prefeito” tem na prefeitura. Não tem o que ele argumentar como desculpa sobre essa palhaçada.

  3. pouca da vergonha pela amor de Deus

    faço uma pergunta ao senhor prefeito não eleito com o meu voto..

    prefeito na soma de todas as empresas todas as residências quão grande e o valor sobrará verba para fazer um bom aproveitamento onde sera investido apartamento? carros? ou pagara as dividas do hospital que se vendermos hj nao paga suas dívidas…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here