Magistrado defende criação de Juizado Empresarial

0
296

Juiz de Direito Silvio Orsatto foi um dos convidados para participar da reunião da diretoria da Acil da segunda-feira, 03. O Magistrado falou aos empresários sobre a lei da arbitragem e sobre a necessidade de criação de um juizado empresarial em Lages.


E…

Segundo Orsatto, atualmente, há inúmeros processos de questões empresariais como cobranças de crédito mal concedido, por exemplo, que acabam indo parar no Juizado Especial. Esse juizado, por sua vez, é destinado a resolver outras questões como as de violência na cidade e, com a sobrecarga, torna-se moroso e foge da finalidade primeira.


SEGUNDO O MAGISTRADO…

“Esse projeto de juizado empresarial penso que é viável e que podemos planejar a estruturação dele, ainda mais com processo eletrônico”, destacou Orsatto. Ele ressaltou que para isso é importante o apoio de entidades como a Associação Empresarial de Lages.


LEI DA ARBITRAGEM

Outra ideia sugerida pelo Magistrado é colocar em prática a lei da arbitragem, criada em 1996. A lei prevê que determinados casos possam ser julgados por árbitros, ou seja, profissionais de qualquer área que possuam experiência técnica específica. A ideia é julgar por bom senso.

Juiz Silvio Orsatto e a defesa da criação de um Juizado Especial Empresarial para receber demandas ligadas à área, desafogando o Juizado Especial que recebe também as ações das relações negociais entre empresas e clientes


Informações: Puel Assessoria (Acil)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here