Imetro verifica qualidade da gasolina em Lages

0
2718

Nossa página tem o patrocínio do Posto Duque da bandeira Ipiranga. Nosso programa na Rádio Clube FM (Hora da Corneta) tem o patrocínio da Rede de Postos Guarujá da Shell. E além dos empresários donos dessas empresas, conhecemos vários outros que atuam no ramo em Lages. E conhecendo a realidade de valores praticados pelas companhias, sabemos que não existe milagre, embora se respeite imensamente a tarefa de fiscalizar do vereador Lucas Neves (PP).


O QUE OCORRE?

Lucas Neves (PP) fez manifestação na Câmara questionando a razão de Rio do Sul ter postos vendendo a R$ 2,99 o litro da gasolina e aqui em Lages o valor do produto partir de R$ 3,49. Pediu fiscalização do Procon aos preços.


MAS

Na verdade, o que o vereador, o Procon e qualquer cidadão podem fazer é pedir fiscalização da qualidade, não de preços. Preço é livre concorrência. E não havendo combinação (e isso está claro em Lages), não há como alguém (órgão ou pessoa) interferir para estabelecer preço a ser praticado.


PORÉM, É IMPORTANTE

QUE SE DIGA O SEGUINTE

No dia da manifestação do vereador Lucas Neves tivemos acesso a uma nota fiscal de entrega de combustível em Lages para posto bandeira branca (portanto, não são os bandeirados da Ipiranga, Shell, BR). E em regra o posto de bandeira branca consegue gasolina um pouquinho mais barato. E a gasolina chegava na nota ao preço de R$ 2,97. Daí ser impossível um varejista comprar nesse valor, pagar empregados, impostos, transporte, custeio com água, luz, telefone, locação, segurança, manutenção e conseguir vender numa realidade de Rio do Sul. Não sei qual a mágica no Alto Vale. Mas aqui na Serra a gasolina, por exemplo, custa entre R$ 2,97 e R$ 3,20 ao varejista. Vender a menos de R$ 3,49 é impossível.


FISCALIZAÇÃO PRESENTE

E como não cabe ao Procon fiscalizar preço (exceto se houvesse combinação), esse órgão e o próprio vereador, podem provocar a fiscalização para estar presente conferindo a qualidade do combustível que chega aos veículos de Lages. O Imetro faz o acompanhamento frequente nos postos da cidade. É o que estão fazendo nesta quarta-feira, 05, por exemplo, em alguns estabelecimentos. E se o Imetro chega, avalia e o negócio segue é porque dá para confiar na gasolina de Lages.

Imagem do trabalho dos técnicos do Imetro/SC nesta quarta-feira, 05, em Lages. Análise rotineira avalia a qualidade do combustível que abastece a frota de Lages

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here