Ceron: “Liguei ao amigo que admiro e respeito”

2
3661

Prefeito Antônio Ceron conversou ontem, quarta-feira, com o governador Colombo, depois que houve a liberação das delações de executivos da Odebrecht mantidas até então em sigilo. “Liguei para o amigo, para a pessoa que admiro e respeito. Havia uma expectativa de que haveria esse desdobramento, mas o Raimundo está muito consciente e convicto que não houve qualquer negociação com essa empresa”, disse-nos o prefeito lageano. O Governo do Estado, apega-se a esse fato, da ausência de relações negociais com a Odebrecht e chega a atribuir o teor das delações a revanchismo.


COLOMBO TEM SE POSICIONADO

Setores da imprensa informam que o governador Raimundo Colombo sumiu depois que as informações foram tornadas públicas. Mas isso não ocorreu. De fato ele alterou a agenda da quarta-feira para interpretar com sua retaguarda jurídica as circunstâncias da informações e a forma adequada de se posicionar sobre o assunto. Mas seguiu em Florianópolis. Postura que é a adequada antes de posicionamentos sobre situações relativamente mais delicadas.


FERIADO DE PÁSCOA

O governador deve passar o feriado de Páscoa em Lages, como faz todo ano. Inclusive almoçando com a mãe, dona Terezinha, no domingo, como procura repetir sempre que está na cidade. A estratégia adotada na quarta e nesta quinta-feira tem sido a de se comunicar. Em duas notas oficiais o Governo do Estado se manifestou sobre as delações. Colombo pretende manter essa linha de comunicação com os catarinenses por entender que não há razão para se recolher.

Ceron conversou com Colombo na quarta-feira. O governador desqualifica o teor das delações por não trazerem nenhuma informação relacionada a qualquer negociação envolvendo o Estado e a Odebrecht, até porque, não existiram negócios durante o mandato dele com a empresa

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A justiça brasileira não foi criada, nem estruturada para PUNIR os “Tubarões” …. sobrevivem dos bagrinhos lerdos, dos caranguejinhos tetraplégicos e de girinos sem cauda…

    Esses grandes espécimes de predadores assassinos são protegidos de pesca e de extinção.. sobreviverão por muitos anos.. e não faltarão lama, estrume, e bajuladores para os alimentarem.. e FARTAMENTE…

  2. “Não houve negociação”
    Literalmente foi o dito “golpe do bilhete”
    Fernando Reis – Odebrecht: “Não aprendemos e continuamos caindo reincidentemente”
    Rsrsrsr…. agora aprenderam? foi “gorpi”….

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here