Técnico do Inter não quer ‘manchar carreira’

0
1623

“Só temos duas alternativas: Focamos, não manchamos nossa carreira e mantemos esse time quase centenário na primeira divisão. Ou manchamos e deixamos cair. Vamos trabalhar para não deixar isso acontecer em respeito a essa cidade que respira futebol”.

Técnico Chiquinho do Internacional após o resultado do jogo, onde o Inter após estar vencendo por 1 a 0, acabou levando a virada e perdendo para o Brusque, ficando à beira do abismo da Série B. Jogador Marquinhos Paraná foi considerado o vilão da partida porque, numa perda de bola protagonizada por ele, o Brusque armou o contra-ataque que iniciou a reversão do placar favorável ao Brusque.


PROMESSA DO TÉCNICO CHIQUINHO

“Vamos procurar trabalhar nesta semana para melhorar o desempenho e garantir o resultado que precisamos contra o Avaí (…). Temos que juntar os cacos e fazer o melhor durante a semana. A adrenalina, os nervos estão à flor da pele. Precisamos dar a volta por cima. Vamos fazer isso”.


REVOLTA DO TORCEDOR

Élcio José narrava o jogo e não se conteve ao perceber a chance do Inter marcar o segundo gol e matar o jogo e, de repente, o time levou a virada.

“Estava tudo bem (vencíamos por 1 a 0). Senão fosse o Marquinho Paraná e o técnico Chiquinho… Tem que levar pau. Vai ser burro no inferno”.


RETROSPECTO EM CASA

A situação em casa do Internacional não é ruim. O time tem boas performances no Tio Vida, ao contrário dos compromissos fora de casa. Por isso há crença em um bom resultado diante do Avaí para manter o time lageano na Série A em 2018.

A úncia derrota lageana em casa foi para o Brusque. Contra times como Criciúma e Metropolitano, a equipe empatou. Mas esse resultado não interessa no próximo domingo já que somente uma vitória garante com segurança e tranquilidade a permanência da equipe na Série A

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here