25 anos de Sapecada: Classificadas para 2017

0
578

Não faço ideia e talvez nem a organização faça sobre quem vem interpretar as composições da Sapecada da Canção que crava sua existência em 1/4 de século nos campos de cima da Serra. Mas a nominata dos autores de música e letra daquelas classificadas – e que integrarão CD do Festival – dá ideia que temos os melhores letristas e musicistas do autêntico nativismo presentes nessa referência dos festivais.


CONFIRA AS CLASSIFICADAS

Leonel Gomez que já venceu a Sapecada nos tempos do Forasteiro Colera emplacou a música da chimarrita Caminito de Leñero. Kiko Goulart é autor de duas músicas entre as classificadas: A milonga Cantilena e a canção Rancho de Barro, que ele musicou na letra do Xirú Antunes. Vítor Amorim, também destas plagas é autor da música Entre as Pedras do Meu Canto, uma milonga. Figura frequente nas letras de grandes intérpretes como Marenco, Gujo Teixeira emplacou em dose dupla na Sapecada deste ano. Primeiro no chamamé Nos Campos de Amaricá com Valério Teixeira, cuja música é do Cristian Camargo e, depois, escrevendo sozinho a letra da toada Saudade é Fundo de Campo, musicada também pelo Cristian.


E TEM MAIS

Lisandro Amaral, outra expressão do nativismo, colocou letra no ritmo típico da Província de Salta (Argentina) – a zamba – cuja música Veneno está classificada e é de autoria de Roberto Luzardo. A milonga Prosa de Galpão com letra e música de Érlon Péricles estará concorrendo. Juliano Gomes musicou Potrilho, Potro e Pingaço, uma chimarrita com letra de Evair Gomez. Tem a vaneira Pealação que é música de Maicon de Oliveira e milonga é o que não falta como O Silêncio e a Campereada escrita no dueto de Sérgio Carvalho Pereira e André Teixeira.


AINDA

Volmir Coelho cuidou da letra e música do xote Na Encruzilhada e tem o milongão Meu Redomão Colorado com as expressões de Rodrigo Bauer (letra) e Jari Terres (música). Rogério Vilagran fez letra e música para o rasguido Maliciosa e cuidou da letra que tem música de André Teixeira na concorrente Lá D’Onde eu venho, um chamamé. A milonga que tem música de Ricardo Martins, Enfrenada, também está selecionada entre as 16.

Aqui os jurados que tiveram imenso trabalho para tirar daquelas inscritas essa seleção das classificadas para o festival durante a Festa do Pinhão


Informações e imagens: Fabrício Furtado



CONSTRUTORA TERRA APRESENTA

O RESIDENCIAL CENTENÁRIO

Use seu FGTS para dar de entrada. Negocie e deixe de pagar aluguel. Conheça os valores e as condições de financiamento para adquirir uma unidade no Residencial Centenário.

Visite o portal e se informe sobre as opções e financiamento, através da Caixa. Poucas construtoras conseguem autorização para financiar pela Caixa. Ligue para a Terra Engenharia ou no (49) 99162 6278

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here