Mercado: Adequações para cortar R$ 8 milhões

3
813

Revitalização do Mercado Público de Lages será viabilizada com recursos do Governo do Estado e contrapartida do Município. O projeto da obra, esta orçado em cerca de R$ 10 milhões. A ideia foi definida a partir de um concurso que atraiu arquitetos de todo o país. Idealizado pelo então secretário Jorge Raineski, o concurso teve várias propostas, sendo aquela de Vitor Zanatta e Vinícius Figueiredo a vencedora do certame.


ENTRETANTO

Para se adequar aos recursos financeiros disponíveis, a Seplan solicitou aos autores do projeto algumas adequações. Para discutir as mudanças, os arquitetos estiveram reunidos com o secretário Clayton Bortoluzzi. Foram analisadas a adequação do estacionamento subterrâneo e dos materiais da estrutura de cobertura. Dos R$ 18 milhões previstos inicialmente para execução do projeto, a Prefeitura dispõe de R$ 10 milhões através do Governo do Estado.


PARA REDUZIR CUSTO

Segundo Bortoluzzi, são detalhes que na atual conjuntura encarecem muito o projeto, mas a intenção é seguir a proposta elaborada pelos vencedores do concurso. “Assim que estivermos de acordo será lançado o edital de licitação.”

Há um cuidado enorme para deixar claro que não significa que o projeto não era bom. Pelo contrário, é excelente. O problema está no custo. Um estacionamento subterrâneo com saída na Avenida Carahá é arrojado e inovador. O problema é o custo disso…

Como os autores do projeto Zanatta e Figueiredo (Ao fundo) elaboraram o projeto, cabe a eles a adequação até para que um profissional estranho aos traços e à concepção da ideia não interfira na criação de ambos



CONSTRUTORA TERRA APRESENTA

O RESIDENCIAL CENTENÁRIO

Use seu FGTS para dar de entrada. Negocie e deixe de pagar aluguel. Conheça os valores e as condições de financiamento para adquirir uma unidade no Residencial Centenário.

Visite o portal e se informe sobre as opções e financiamento, através da Caixa. Poucas construtoras conseguem autorização para financiar pela Caixa. Ligue para a Terra Engenharia ou no (49) 99162 6278

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma forma de justificar os intermináveis atrasos… adequar e readequar os projetos indefinidamente enchendo os bolsos de “empresas terceirizadas” ha um preço sempre sempre majorado…

    Mais um promessa.. que não vai deixar de ser uma promessa… Uma especialização de elevadíssimo nível e qualidade do Governo Colombo… prometer e não fazer… nem a odebrecht escapou… rsrs

  2. Na verdade estes 10 milhões serão usados em uma reforma física, pintura, uma readequação no interior e pronto, sempre coloco em minhas com´parações ao mercado da capital, em pleno centro nervoso da cidade, sempre atrativo, cheio de turistas e ponto de passagem obrigatório para quem circula no centro, o nosso mercado é quase fora do centro servindo como um, entreposto de produtos do interior e nada mais, em pleno tempos de diferenciais não há atrativo nenhum para ir lá eu contaria com esse projeto inovador para melhorar consideravelmente o local, ams como políticos não entendem de arquitetura e adoram cortar recursos, Lages padecerá novamente de algo marcante em seu entorno.

  3. Esses 10 milhões poderiam ser usados para a construção de Centro Administrativo, uma UPA melhor e com mais equipamentos! Ver a esqueleto da UPA ao lado da rodoviária e saber que ficara somente nos escombros nos revolta. Pensar em reformular o mercado público antes de fazer obras extremamente necessárias é no mínimo um insulto às necessidades da população. Já temos um ginásio maior do mundo com teto de madeira, com custo alto pra manter, temos o colégio rosa que foi remodelado e agora estar sendo usado por uma parcela pequena da população mais abastada, chega de pensar grande d+ , vamos pensar pequenos mais dentro da realidade de Lages, sem emprego e sem perspectivas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here