Novo Tereza Ramos: Forma de gestão será definida

1
1471

Recebemos a mesma mensagem enviada à jornalista Olivete Salmória do servidor que ‘denuncia’ a privatização do Hospital Tereza Ramos. O conteúdo até possui suas pertinências. Mas é o tipo de situação que carece cautela. Ali diz, por exemplo, que a “ideia é privatizar porque facilita o Caixa 2“. É uma declaração até perigosa, visto que já se antecipa que irá se cometer um crime. De qualquer forma, o assunto requer análise e tentativa de esclarecimentos.


SOBRE A ATUAL ESTRUTURA DO TEREZA RAMOS

De fato existe uma proibição do novo secretário da Saúde Vicente Caropreso. Deputado e médico, Caropreso tenta estancar informações que saem das unidades de saúde (hospitais) para que as mesmas tenham um tratamento uniforme. Ideia é centralizar. Isso recebe críticas em Lages. E ocorre exatamente quando se ventila informação de fechamento da Ala Portinari. Ninguém sabe ao certo o que está acontecendo. Porém, serviços e atendimentos no Tereza Ramos continuam sendo prestados regularmente, sem prejuízo (a princípio) à coletividade.

Secretário Caropreso, que esteve no Tereza Ramos recentemente, tenta uniformizar procedimentos inclusive de informações nas unidades hospitalares. Mas tem recebido críticas por causa disso!


SOBRE A ALA AMPLIADA DO TEREZA RAMOS

Governador Colombo falou na Hora da Corneta da Clube FM que ideia é terminar as obras até o final do ano e, nesse ínterim, providenciar licitação de equipamentos. Perguntamos qual seria a ideia de gestão da nova ala. Se haveria aceno para se adotar o modelo terceirizado dos serviços de radioterapia. O governador foi cauteloso e ao mesmo tempo claro:

“Não temos o modelo ainda. Precisamos aprofundar a análise e temos tempo para isso. Quero dizer que o modelo ideal é de hospitais maiores, com atuação mais ampla. Daí a possibilidade de estudarmos até uma parceria com o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres para gerir aquele novo espaço. Mas é certo que a população terá aquela estrutura pronta e funcionando”.

Ainda não está claro e nem definido qual modelo de gestão se adotará na ala ampliada do Tereza Ramos: Se público, terceirizado ou misto

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here