Hospital: Lages pode ter solução igual a Joinville?

0
673

Governador Colombo visitou a nova ala de internação clínica e cirúrgica do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt de Joinville. As obras de reforma e ampliação dos 43 leitos terminaram na semana passada e entram em funcionamento assim que for concluída a contratação dos funcionários. Essa providência em Joinville dá ideia de como poderá ser o sistema de gestão da área ampliada do Hospital Tereza Ramos em Lages.


QUAL SERÁ O SISTEMA DE CONTRATAÇÃO?

Serão 50 técnicos, seis enfermeiros e quatro serventes. Todos serão contratados a partir de um processo seletivo. Significa que eles atuarão no hospital até se fazer um concurso ou se optar por outro modelo de gestão. A previsão é de que a nova ala entre em funcionamento em 40 dias.


INVESTIMENTOS EM SERVIÇOS HOSPITALARES

Os 43 leitos, mais os 42 entregues em 2015, totalizam até o momento um investimento de R$ 8,5 milhões do Governo do Estado em setores clínicos, porque há outros investimentos em andamento no hospital. E o governador falou em ampliar a capacidade de atendimento na área hospitalar:

“Estamos fazendo um novo hospital dentro do já existente. É um hospital estratégico que cumpre um papel muito importante e após essas melhorias terá mais condições de prestar um serviço ainda melhor para a população. Vamos melhorar muito e ampliar significativamente a capacidade de atendimento. E vamos continuar nos esforçando para melhorar cada vez mais os serviços da saúde que são oferecidos para população”.

Os novos leitos serão administrados a partir de um processo seletivo que irá contratar mais de 50 servidores em caráter excepcional

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here